Game of Thrones Wiki
Advertisement
Night's-Watch-Main-Shield.PNG
Night's-Watch-Main-Shield.PNG

"Corra rápido, Porquinho! E durma bem! Eu vou cortar sua garganta uma dessas noites!"
―Rast para Samwell Tarly[fnt]

Rast era um Patrulheiro da Patrulha da Noite. Ele se junto a ordem forçadamente após cometer um crime, sendo graduado no mesmo grupo de recrutas de Jon Snow, com quem ele desenvolveu um forte ódio. Durante a Grande Patrulha, Rast sobreviveu ao Punho dos Primeiros Homens e foi um dos amotinados que se revoltaram na Fortaleza de Craster, matando seu anfitrião e traindo o Senhor Comandante Jeor Mormont. Após dominarem a fortaleza, Rast e os outros amotinados controlaram as posses e filhas-esposas de Craster, até serem derrotados pela Patrulha da Noite. Rast conseguiu fugir para a Floresta Assombrada mas foi morto pelo lobo gigante de Jon, Fantasma, logo em seguida.

Aparência

"Você parece a porra de um escroto. Cara de buceta feia e estúpida. Eu poderia mijar em qualquer sarjeta e molhar cinco de você."
Karl Tanner, para Rast[fnt]

Rast era um homem baixo e largo, com cabelo liso e barba escura cortados curtos. Quando estava a caminho da Muralha, Rast usava trapos de baixa qualidade, demonstrando seu status. Ao tomar o negro, Rast passou a vestir apenas essa cor. Durante as sessões de treino, ele usava uma placa leve para proteger o corpo. Rast não era considerado bonito por Karl Tanner, que usava sua aparência como objeto de zoação, principalmente seu rosto.

Personalidade

Rast era um homem facilmente intimidado por seus colegas e superiores, mas tentava mascarar isso sendo um valentão e provocador. Geralmente, ele procurava presas mais fáceis de se amendrontar, como Samwell Tarly, e era facilmente dominado por homens mais intimidadores como Karl Tanner, Jon Snow e Sor Alliser Thorne. Temperamental e impaciente, Rast sempre buscava descontar sua raiva em outras pessoas, especialmente Sam, culpando-o em parte pelo massacre no Punho dos Primeiros Homens. Após a traição na Fortaleza de Craster, era visível em Rast que uma parte dele se sentia desconfortável e arrependida de estar ali, mas o mesmo já havia ido longe demais para desistir.[N 1]

Biografia

Primeira Temporada

"Você está apaixonado, Lorde Snow. Vocês garotas podem fazer como quiserem. Mas se Thorne me botar contra a Senhora Porquinho, vou cortar para mim uma fatia de bacon."
―Rast, sobre Samwell Tarly[fnt]

Rast era um criminoso, possivelmente estuprador, condenado a Muralha contra sua vontade. Ele foi pego pelo corvo errante Yoren e acompanhou na Estrada do Rei o Primeiro Patrulheiro Benjen Stark levando seu sobrinho Jon Snow até Castelo Negro.[1] Durante o treinamento com os recrutas, Jon Snow rapidamente superou seus adversários, incluindo Rast, Grenn e Pypar, que furiosos com a atitude arrogante dele, tentarma matá-lo no vestiário, apenas para serem impedidos por Tyrion Lannister. Mais tarde, Grenn e Pyp se tornaram amigos de Jon, apesar de Rast ainda se manter com raiva dele.[2]

"Ninguém encosta no Sam."
Jon Snow, para Rast, sobre Sam Tarly[fnt]

Rast foi ameaçado por Jon, Pyp e Grenn enquanto dormia para não bater em Sam.

Durante a chegada de Samwell Tarly a Patrulha, Rast foi o primeiro a ser enviado contra ele, mas o gordo e jovem rapaz foi defendido por Jon Snow, que defrontou Rast, Grenn e Pyp ao mesmo tempo para impedir Sam de sofrer. Mais tarde na sala de jantar, Jon Snow tentou convencer seus amigos a não atacarem Sam, independente das ordens de Sor Alliser Thorne. No entanto Rast riu da cara de Jon e afirmou que o faria caso Sor Alliser ordenasse. No meio da noite, Jon, Grenn e Pyp usaram Fantasma, o lobo gigante do bastardo, para ameaçar e intimidar Rast a não atacar Sam nos treinos. Isso funcionou e Rast poupou Sam por medo de Fantasma.[3] Durante a iniciação a ordem, Rast foi colocado como um Patrulheiro e fez seus votos perante um Septão.[4]

Dias mais tarde, ele estava presente quando Sam, Jon, Pyp e Grenn queimavam os corpos das criaturas que atacaram Castelo Negro na noite anterior. Sam então lhes contou o que sabia sobre os Caminhantes Brancos. Rast também estava presente no salão de jantar quando Jon Snow mostrou a seus amigos Garralonga, um presente de Mormont por tê-lo salvo da criatura que fora um dia Othor.[5] Depois de testemunharem um pouco do Exército dos Mortos, Rast foi convocado pelo Senhor Comandante para a Grande Patrulha.[6]

Segunda Temporada

Rast acompanhou a Patrulha em sua viagem pela Floresta Assombrada até o Punho dos Primeiros Homens, onde sobreviveu ao massacre feito pelos Caminhantes Brancos aos irmãos de negro.[7][8][N 2]

Terceira Temporada

"Você é um bastardo fedido!"
―Rast, para Craster[fnt]

Rast foi um dos membros da Patrulha a começar o motim na Fortaleza de Craster.

Após se reunir com os sobreviventes do massacre, Rast e os outros partiram de volta a Fortaleza de Craster em busca de abrigo.[9] Rast tentou Sam durante o caminho de volta, por ele não ter conseguido enviar corvos e alertar a Muralha, afirmando que homens melhores que ele morreram no Punho e seria melhor Sam ficar para trás e aceitar a morte. O Senhor Comandante viu a situação e se enfureceu, ordenando que Sam não morresse e dando ordens a Rast de fazê-lo chegar vivo a Fortaleza de Craster, caso contrário ele morreria com o jovem Tarly.[10] Chegando ao local, os irmãos juramentados receberam uma fria hospitalidade de Craster.[11] Com condições precárias, pouca alimentação e nenhum cuidado aos feridos, a insatisfação entre os Patrulheiros aumentou, com Rast e Karl Tanner alimentando a discórdia e o ódio deles pelo seu anfitrião. Isso tudo culminou na morte de Bannen, que Rast afirmou ter sido fome enquanto Grenn acreditava que era seu pé quebrado. Mais tarde, Rast e Karl confrontaram Craster e sua forma de tratá-los, para desagrado de Mormont. Quando Karl atacou e matou Craster, o Senhor Comandante Mormont tentou atacar o desertor, apenas para Rast salvá-lo. Juntos de outros amotinados, eles dominaram a fortaleza e capturaram aqueles que se mantiveram fieis a seus votos, como Eddison Tollett e Grenn, enquanto Sam Tarly fugiu. Rast prometeu que iria matá-lo qualquer dia.[12] O lobo gigante de Jon, Fantasma, também foi mais tarde capturado.[13]

Quarta Temporada

"Se eu tivesse seu tamanho, eu seria rei da porra do mundo."
―Rast, para Hodor[fnt]

Rast torturou e zombou de Hodor enquanto Karl interrogava Bran, Jojen e Meera.

Karl se tornou o líder dos amotinados e abusava não só das filhas de Craster, mas também os próprios amotinados, especialmente Rast, que sofria insultos verbais e ordens desagradáveis constantemente de Karl. Ele era encarregado de alimentar Fantasma, que estava preso. Quando o último dos filhos de Craster nasceu, Rast também ficou encarregado de fazer a oferenda que o antigo dono da fortaleza fazia aos Caminhantes Brancos, deixando o bebê na Floresta Assombrada.[13]

Mais tarde, os amotinados capturaram Bran Stark, meio-irmão de Jon Snow, e seus amigos Jojen e Meera Reed, Hodor e Verão, seu lobo gigante. Eles abusaram física e mentalmente dos prisioneiros por um tempo.[13] Um pouco mais tarde, um grupo de voluntários da Patrulha liderados por Jon Snow atacaram os amotinados. Rast fugiu mas antes que pudesse se afastar muito da fortaleza foi morto por Fantasma.[14]

Aparições

Aparições na primeira temporada de Game of Thrones
Winter Is Coming The Kingsroad Lord Snow Cripples, Bastards, and Broken Things The Wolf and the Lion
A Golden Crown You Win or You Die The Pointy End Baelor Fire and Blood
Aparições na primeira temporada de Game of Thrones
Valar Dohaeris Dark Wings, Dark Words Walk of Punishment And Now His Watch Is Ended Kissed by Fire
The Climb The Bear and the Maiden Fair Second Sons The Rains of Castamere Mhysa
Aparições na quarta temporada de Game of Thrones
Two Swords The Lion and the Rose Breaker of Chains Oathkeeper First of His Name
The Laws of Gods and Men Mockingbird The Mountain and the Viper The Watchers on the Wall The Children

Nos livros

Nos romances de As Crônicas de Gelo e Fogo, Rast foi enviado a Muralha depois de ser acusado de estupro. No treinamento, ele se tornou um conhecido de Jon Snow e Samwell Tarly. Em contraste com a série de TV, Rast não participa da Grande Patrulha. Enquanto os livros mencionam que Rast e o grupo de estupradores foram enviados do Vale de Arryn, a série aparentemente o mostra como um nortenho.

Nos livros, não é Rast, mas Ollo Lophand, que golpea Mormont quando ocorre o motim.

Quando Jon retorna a Castelo Negro, Rast e vários outros recrutas acham que ele é um traidor. Enquanto alguns deles se afastam de Jon, Rast dá-lhe um olhar ocasional e desagradável. Durante a batalha, os selvagens montam a escada e empurram os defensores, matando alguns deles. Rast está entre as baixas: ele é morto quando um selvagem dirige uma lança em seu estômago.

Links externos

Referências

Notas

  1. "Para que Karl funcione, ele precisa de pessoas mais fracas para intimidar e fazer seu trabalho sujo. Embora Rast não seja um santo, você vê um lampejo de moralidade e algum tipo de culpa pelo que está acontecendo. Mas ele está tão envolvido que não consegue escapar e também está com medo."
    Bryan Cogman, MakingGameOfThrones.com
  2. Rast não apareceu diretamente na segunda temporada, mas como apareceu na terceira, sabe-se que ele fazia parte da Grande Patrulha, logo, participou de tais eventos.
v  d  e
Advertisement