FANDOM


"Sorte para vocês sulistas, que o Povo Livre reuniu-se a um Rei-Pra-Lá-da-Muralha, como faremos quando necessário, e marchou sobre o antigo castelo que ele havia escolhido para si: o Fortenoite. Com a ajuda dos Starks, matamos o demônio e limpamos a sua patrulha preciosa. Então eles nos agradeceram e nos expulsaram pela Muralha, como sempre fizeram."Ygritte
A Queda do Rei da Noite foi uma batalha que aconteceu na Era dos Heróis.

História

Prelúdio

O décimo terceiro Lorde Comandante da Patrulha da Noite encontrou na Floresta Assombrada uma mulher fria de brilhantes olhos azuis, aparentemente um Caminhante Branco fêmea. Ele a levou para o outro lado da Muralha e se declarou "Rei da Noite" e ela sua Rainha. Durante treze anos eles governaram seus irmãos na Patrulha da Noite, fazendo sacrifícios humanos.

Batalha

O Povo Livre reuniu-se atrás de Joramun, o Rei-Pra-Lá-da-Muralha e marchou contra o Fortenoite, que o Rei da Noite tomara como seu trono, derrotando-o com a ajuda do Rei Brandon, o Transgresso e da Casa Stark.

Resultado

O Povo Livre foi forçado, sem a menor cerimônia, a ir além da Muralha, e o Rei e a Rainha da Noite provavelmente foram mortos pelos crimes que cometeram, liberando a Patrulha da Noite de seu domínio.

Nos livros

Nos romances As Crônicas de Gelo e Fogo, Brandon, o Transgresso (dito irmão do Rei da Noite, de acordo com algumas versões alternativas do conto) e Joramun, o Rei-Pra-Lá-da-Muralha formou uma aliança para derrotar o Rei da Noite e libertar a Patrulha da Noite de seu governo. Após sua derrota, quando foi descoberto que ele estava fazendo sacrifícios aos Caminhantes Brancos (possivelmente de maneira semelhante a Craster), todos os registros dele foram destruídos e seu nome foi proibido.

Após a derrota do Rei da Noite, foi imposta a regra de que os castelos da Patrulha da Noite nunca deveriam ser fortificados contra a aproximação do sul, para que eles não pudessem se opor às terras ao sul da Muralha que eles deveriam defender. A queda do Rei da Noite também resultou na aplicação estrita da regra de que a Patrulha da Noite deveria ser politicamente neutra, como guardiões que não "governam" a Muralha, mas que servem ao reino dos homens.

Referências

  1. "A Patrulha da Noite (História e Tradição)"
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.