Game of Thrones Wiki
Advertisement
Game of Thrones Wiki

Qarth é uma grande cidade comercial localizada na costa sul de Essos, sobre o estreito que liga o Mar do Verão para o Mar de Jade. Navios de todo Westeros, as Cidades Livres, as Ilhas de Verão, Meereen, Yunkai e Astapor na Baía dos Escravos passam através do estreito de Qarth em seu caminho para as grandes nações e centros comerciais do leste, como Yi Ti e Asshai.

Ao contrário de a maioria de cidades em Essos, Qarth não tem medo dos Dothraki, devido ao vasto e inóspito Deserto Vermelho os separa do mar Dothraki.[1] Tampouco Qarth jamais foi conquistado pelo antigo Domínio Valiriano.[2] Enquanto o Deserto Vermelho separa Qarth das viagens terrestres com outras partes de Essos, seu porto é um dos maiores do mundo, e os Qartheen usam sua posição estratégica para conduzir o comércio marítimo acelerado com mercadores de todas as terras entre Westeros e Asshai. Qarth parece estar localizada em um oásis, pois apesar de ser cercado pelo deserto, o interior da cidade é tropical.

Qarth é defendida por imensas paredes de pedra e fortes portões, e os Qartheen são conhecidos por barrar a entrada na cidade para aqueles que não encontram sua aprovação. Devido ao isolamento de Qarth atrás do Deserto Vermelho, ser negado a entrada muitas vezes significa a ruína para os viajantes, e seus ossos podem ser encontrados estendendo-se ao redor de suas paredes. Esta área é às vezes chamada de "Jardim dos Ossos".

Povo e política

O povo de Qarth é conhecido como Qartheen e chama seu lar de "A maior cidade que já existiu ou será". O governo de Qarth é uma oligarquia chefiada por um conselho de nobres e mercadores conhecido como Os Treze. A maioria dos representantes neste conselho são membros dos Puronatos, uma aristocracia descendente dos Reis de Qarth há muito tempo depostos. Embora governem por consenso, qualquer membro dos Treze pode anular uma decisão tomada pelos demais invocando sumai, prometendo sua vida e seu sangue para apoiar sua decisão.[3]

O status é muito importante entre os Qartheen, e eles tendem a se preocupar muito com as aparências; os homens usam coletes cobertos de extravagantes traços de ouro e joias na frente, e as mulheres às vezes tingem o cabelo para parecer mais exótico. Homens e mulheres decoram suas roupas com peças de ouro em forma de insetos e incrustadas de joias. As aparências, entretanto, não são apenas uma questão de status entre os Qartheen, mas também de sobrevivência; entre os Treze, por exemplo, aqueles que não ocupam cargos hereditários só permanecerão no conselho enquanto puderem parecer ricos e poderosos aos olhos dos outros doze membros. Qualquer falha em manter as aparências e eles serão removidos e rapidamente substituídos.

História

1ª Temporada

Doreah de Lys, uma escrava do prazer e serva a serviço de Daenerys Targaryen , relata uma história que ouviu de um comerciante de Qarth que visitou seu bordel. O homem de Qartheen disse que costumava haver duas luas no céu, mas quando uma delas se afastou muito perto do calor do sol, ela se abriu, libertando "mil milhares [1.000.000] de dragões".[4]

2ª Temporada

Daenerys Targaryen e seu khalasar estão morrendo de sede no Deserto Vermelho. Ela despacha seus três companheiros de sangue em busca de socorro.[5] Kovarro encontra seu caminho para a cidade de Qarth, localizada três dias a leste, e guia Daenerys até lá. Lá fora ela é saudada pelos Treze, mas quando ela se recusa a mostrar seus dragões, eles negam sua entrada. Xaro Xhoan Daxos anula a decisão do conselho invocando Sumai, uma antiga lei Qartheen, e leva Daenerys e seu povo sob sua proteção.

Algum tempo depois, um grupo de ricos Qartheen comparece a uma reunião na mansão de Xaro Xhoan Daxos para conhecer Daenerys.[6]

Xaro Xhoan Daxos e Pyat Pree dos Magos de Qarth encenam um golpe na cidade, assassinando os outros membros dos Treze e protegendo os dragões de Daenerys para seus próprios fins, aprisionando-os na Casa dos Imortais, a sede dos Magos.[7] Daenerys mais tarde resgata seus dragões, fazendo-os queimar Pyat Pree vivo com fogo de dragão, antes de selar Xaro Xhoan Daxos em seu próprio cofre - que se revelou vazio - como vingança por seu subterfúgio.[8]

3ª Temporada

Enquanto se encontra com Razdal mo Eraz fora de Yunkai, Daenerys exige a libertação de todos os escravos da cidade ou ela e seu exército de Imaculados o tomarão à força. Extremamente ofendido, Eraz responde que Yunkai não é Astapor ou Qarth, e que os Yunkai'i têm "amigos poderosos" que teriam grande prazer em derrubar Daenerys.[9]

4ª Temporada

Ao saber dos levantes em Yunkai e Astapor, Daenerys fala com Sor Jorah Mormont sobre uma solução potencial, lembrando que em Qarth ele a advertiu contra agir precipitadamente.[10]

6ª Temporada

Euron Greyjoy comenta que tem invadido navios através dos oceanos do mundo, para que "de Vilavelha a Qarth, quando os homens virem minhas velas, eles rezem ".[11]

8ª Temporada

Durante seu discurso após a Batalha de Porto Real, Daenerys promete a seu exército que eles irão libertar o mundo dos tiranos de Lannisporto a Qarth.[12]

Residentes

Nos livros

Referências


Advertisement