FANDOM


House-Seaworth-Shield
House-Seaworth-Shield
"Eu tenho fé no Senhor da Luz. Eu tenho fé em nossa causa. Eu tenho fé em meu capitão"
―Mathos para o pai dele, Davos[fonte]


Matthos Seaworth era o filho de Sor Davos Seaworth e um escudeiro para Stannis Baratheon.

História

Antes

Matthos Seaworth é filho de Sor Davos Seaworth, o famoso "Cavaleiro das Cebolas", recompensado por Stannis Baratheon por fornecer comida ao castelo de Ponta Tempestade enquanto estava sob cerco durante a Rebelião de Robert. Davos tornou-se um dos vassalos mais leais de Stannis. Matthos atende seu pai e o rei Stannis trabalhando como tripulante no navio de guerra do pai e também como escriba do rei Stannis. Ele é o escudeiro de Stannis e espera-se que um dia ele se torne um cavaleiro.

2ª Temporada

Matthos está presente durante a queima ritual das imagens dos Sete, conduzida por Melisandre, como oferendas ao Senhor da Luz. Como o resto da assembléia, Matthos canta louvores ao deus oriental.

Dentro do castelo de Pedra do Dragão, Stannis realiza uma reunião na Câmara da Mesa Pintada. Matthos lê em voz alta uma carta que ele preparou, afirmando a reivindicação de Stannis ao Trono de ferro. Stannis se opõe ao uso de "irmão amado" para se referir a Robert. Matthos continua detalhando a ilegitimidade de Joffrey Baratheon como um bastardo nascido do incesto entre a rainha Cersei e Jaime Lannister. Stannis insiste em que Jaime seja chamado de Regicida. Matthos termina de ler e Stannis diz que Eddard Stark cometeu um erro ao não contar para mais pessoas sobre a verdade de Joffrey. Ele ordena cópias da carta a ser enviada para todos os cantos do reino. Stannis diz que chegou a hora de escolher e que ele não quer que nenhum homem possa reivindicar a ignorância.

Matthos permanece enquanto Davos não consegue convencer Stannis de procurar uma aliança com seu irmão Renly ou Robb Stark.

Painted Table Dragon motif 2x01

Matthos como o escriba de Stannis na mesa pintada.

Davos e Matthos se encontram com o pirata de Lys, Salladhor Saan, na praia de Pedra do Dragão. Davos promete que Salladhor receberá uma fortuna em ouro quando tomarem Porto Real. Salladhor ressalta que Stannis tem o menor exército dos requerentes do Trono de Ferro e se pergunta por que ele deve lutar pelo rei com a menor chance de vitória. Davos diz que é uma jogada inteligente apoiar Stannis porque Stannis é um comandante de batalha comprovado. Ele acrescenta que Renly e Joffrey nunca lutaram antes. Davos acrescenta que Stannis acaba de começar a luta e que ele é o homem mais honrado dos Sete Reinos. Salladhor observa a ironia de um contrabandista atestando a honra de um rei.

Matthos adverte Salladhor para se importar com suas palavras, chamando-o de pirata. Davos silencia seu filho e Salladhor diz que não foi insultado e afirma seu orgulho em sua reputação como um excelente pirata.

Davos and Salladhor at Dragonstone

Matthos e Davos são anfitriões de Salladhor Saan.

Ele diz que ele emprestará seus 30 navios desde que ele possa dormir com Cersei quando eles tomarem Porto Real. Matthos está irritado com o egoísmo de Salladhor e diz eles que não estão lutando para Salladhor violar a rainha, ele insiste que Stannis tem um direito divino de governar e Salladhor é desdenhoso do pedido, dizendo que ele já ouviu falar isso de todo mundo. Matthos se afasta e Davos diz que não pode prometer a Rainha, apenas ouro e glória. Salladhor pergunta se Davos acredita que Stannis pode ganhar e Davos diz que Stannis é o "verdadeiro rei". Salladhor contrasta a lealdade de Davos com Stannis contra a história deles; Stannis cortou os dedos de Davos por ele ser um contrabandista. Salladhor diz que ele irá navegar com Davos porque Davos é o traficante mais sincero que já conheceu e pede para Davos para torná-lo rico. Eles apertam as mãos e Salladhor vai embora.

Matthos pergunta a Davos quando Stannis embarcará. Davos diz que será quando o deus de Stannis quiser. Matthos se ofende e diz que o Senhor da Luz também é o seu deus e o deus de Davos. Ele manda Davos aprender a ler para que ele possa experimentar os livros sagrados. Davos expressa sua dúvida no poder da oração. Matthos diz que Davos sempre voltou para casa. Davos diz que não rezou, mas Matthos conta que ele sempre rezou para que Davos voltasse.

Davos diz que ele colocará sua fé em Stannis por causa das oportunidades que ele deu a sua família. Matthos diz que Stannis é apenas um homem e Davos adverte ele para não contar isso a Stannis.

Davos e Matthos organizam navios na mesa pintada. Chegam Stannis e Melisandre, Davos relata seu sucesso recrutando Salladhor. Stannis é duvidoso de sua capacidade, dizendo que os piratas preferem lutar contra homens desarmados. Davos diz que é a escolha mais sábia e Stannis contesta que eles não tem escolha. Stannis pergunta a Davos se ele confia em Salladhor. Davos responde que ele é um velho amigo e que se conheceram há trinta anos, mas que ele nunca confiou em Salladhor. Davos assegura ao rei que Salladhor seguirá o aroma do ouro. Stannis promete que Salladhor terá sua participação se ele fizer o seu trabalho. Ao sair de Melisandre para Matthos e sussurra no ouvido, "A morte pelo fogo é a morte mais pura".

Davos Matthos faith

Davos e Matthos a caminho de Porto Real

Matthos serve a bordo do navio de Stannis, a Fúria. Eles viajam para as terras altas onde Renly morre em circunstâncias misteriosas e Stannis assume o controle de suas forças. Stannis então navega para Porto Real, nomeando Davos como o comandante de sua frota. Durante a viagem, Stannis pede a Davos que sirva como Mão do Rei quando ele pega o Trono de Ferro.

Matthos death 2x09

Matthos é morto na explosão.

A frota de Stannis, comandada por Davos, varre a baía da Água Negra e se aproxima da cidade à noite. O plano original é destruir a frota real e as tropas terrestres sob as muralhas da cidade. No entanto, a frota real revela-se ausente. Em vez disso, Tyrion enviou um único navio que bombeia fogo vivo diretamente na baía. Davos percebe tarde demais que é uma armadilha e grita para navegarem longe do navio real. No sinal de Tyrion, Bronn começa o incêndio com uma flecha flamejante. Isso resulta em uma tremenda explosão que destrói os principais elementos da frota de Stannis e mata Matthos, que estava parado no navio, mais próximo da explosão.

Nos Livros

Nas Crônicas de Gelo e Fogo, Matthos é o terceiro dos sete filhos de Davos e serve seu pai orgulhosamente no navio. Cinco dos filhos de Davos servem no exército de Stannis - Dale, Allard, Matthos, Maric e Devan - e apenas Devan sobrevive à Batalha da Água Negra. Na série de TV, esses cinco filhos foram funcionalmente condensados em Matthos. Davos afirma que Matthos é seu único filho, o que indica que seus seis outros filhos do livro - Dale, Allard, Maric, Devan, Stannis e Steffon - não existem na série de TV.

"Matthos" é pronunciado "Math-os", não "Mat-ohs"

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.