FANDOM


"Sor Arthur Dayne, a Espada da Manhã ... liderou o ataque à Irmandade da Mata do Rei. Derrotou o Cavaleiro sorridente em combate único."
―Rei Joffrey Baratheon[fonte]


A Irmandade da Mata do Rei era um bando de bandidos e exilados que atormentavam a Mata do Rei, uma floresta ao sudeste de Porto Real, aproximadamente vinte anos antes da Guerra dos Cinco Reis. Eles foram exterminados à ordem de Rei Aerys II Targaryen, o Rei Louco.

Seu líder, Simon Toyne, foi morto por Sor Barristan Selmy em batalha, enquanto Jaime Lannister, então escudeiro de dezesseis anos, matou outro membro do bando. O Cavaleiro Sorridente, outro membro proeminente, foi morto por Sor Arthur Dayne.

História

1ª Temporada

O rei Robert Baratheon conversa com os membros da Guarda Real e pergunta a Jaime Lannister quem foi o primeiro homem que ele já matou. Jaime diz que era um membro da Irmandade da Mata do Rei, a quem ele decapitou. Barristan Selmy diz que ele estava lá naquele dia também. Jaime reverentemente diz que ele ainda se lembra de como Sor Barristan matou Simon Toyne, a melhor exibição de espada que ele já havia visto. Barristan responde modestamente que Toyne era um bom lutador, mas ele não tinha resistência.

2ª Temporada

Enquanto está preso no campo do exército de Robb Stark, Jaime conta com admiração ao prisioneiro Alton Lannister como ele testemunhou o dia em que Sor Barristan e outro membro da Guarda Real derrotaram a Irmandade da Mata do Rei. Jaime lembra que Barristan mudou-se como um pintor mestre durante a luta - que pintou apenas em vermelho.

4ª Temporada

O Rei Joffrey Baratheon está folheando o Livro dos Irmãos e lendo algumas das suas contas sobre as façanhas de todos os grandes Guardas Reais. Ele lê em voz alta parte da entrada de Sor Arthur Dayne, observando que ele liderou o ataque à Irmandade da Mata do Rei (ao lado de Sor Barristan) e matou o Cavaleiro Sorridente em um único combate.

Nos Livros

A Irmandade era protegida pelo povo comum da Mata do Rei, impedindo que as tropas reais os encontrassem. Contudo, Sor Arthur Dayne ganhou a confiança da população, ao convence-los de que a Irmandade não estava trabalhando para protege-los. Arthur pediu para o rei para melhorar a situação do povo da região e ele fez questão de que tudo que fosse roubado pelas forças reais fosse pago de volta. As ações de Sor Arthur fez com que os plebeus da Mata do Rei passassem a apoiar as tropas reais e começassem a apoia-los na sua luta contra a Irmandade, com os fora da lei não podendo mais zanzar pela mata sem serem notados. Agora, as forças do Trono de Ferro não teriam muitas dificuldades para reprimir os membros da Irmandade.

Em um dos mais notáveis combates, o jovem Jaime Lannister e os cavaleiros Arthur Dayne e Barristan Selmy enfrentaram vários fora da lei, incluindo o Cavaleiro Sorridente e o líder deles, Simon Toyne. Barristan matou Simon em combate singular, enquanto Arthur derrotou o Cavaleiro Sorridente. Jaime lembra desta batalha em alta conta, onde ele teve um belo duelo com o Cavaleiro Sorridente.

É presumido que todos os membros da Irmandade foram mortos em combate ou capturados e posteriormente executados. O fora da lei Ulmer é o único cujo o destino é sabido, pois ele se juntou a Patrulha da Noite para evitar a execução.

Membros Conhecidos

  • Simon Toyne
  • O Cavaleiro Sorridente
  • Wenda, A Cerva Branca
  • Oswyn Pescoço-Comprido, o Três Vezes Enforcado
  • Ben Barrigudo
  • Fletcher Dick
  • Ulmer da Mata de Rei
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.