Game of Thrones Wiki
Advertisement
House-Stark-Main-Shield.PNG
Bran-the-Broken-Shield.png

"Não devia me invejar. A maior parte do tempo eu vivo no passado."
―Bran Stark[fnt]

Rei Brandon I Stark, geralmente referido apenas como Bran, era o quarto filho e segundo masculino de Eddard e Catelyn Stark. Bran era um warg e um vidente verde servindo como o novo Corvo de Três Olhos. Eventualmente ele foi coroado no Grande Conselho de 305 d.C. como o primeiro governante dos Seis Reinos durante a reforma para monarquia eletiva em Westeros, sendo denominado como Bran, o Quebrado, o Primeiro de Seu Nome, Rei dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Senhor dos Seis Reinos e Protetor do Território.

Aparência

Quando criança, Bran tinha cabelos lisos cortados na altura dos ombros de cor castanha, olhos também castanhos e pele clara.[1] Meistre Luwin afirmava que ele tinha mãos e pés firmes e gostava de escalar, mostrando-o como alguém bem forte para a idade.[2] Após sua queda e incapacidade de andar, Bran cresceu magro porém alto.[3] Na Caverna do Corvo de Três Olhos, ele cortou seu cabelo curto.[4]

Enquanto Príncipe de Winterfell, Bran usava roupas Stark simples, porém distintas, com um protetor de pescoço com o lobo gigante de sua família desenhado no meio.[5] Jon Snow usaria uma peça semelhante quando eleito Rei do Norte.[6] Devido ao frio intenso do Norte, Bran geralmente era visto envolto de peles e roupas pesadas.[7] Durante o período que ficou na Caverna do Corvo de Três Olhos, as roupas de Bran tiveram uma aparência mais improvisada e simples, como que feitas a mão pelos Filhos da Floresta de forma que não esperavam que Bran crescesse ao ponto de trocar suas antigas roupas. No entanto, em suas visões, Bran usava roupas Stark de couro comuns, com pouca pele e ornamentos.[4]

Antes da queda, Bran costumava praticar arco-e-flecha.[1] Já em sua jornada para a Caverna do Corvo de Três Olhos, ele recebeu de Samwell adagas de vidro de dragão.[8] Após ser eleito rei, Bran I passou a usar trajes escuros mais ornamentados, com detalhes que lembravam corvos como penas espelhadas pela parte superior da roupa.[9]

Personalidade

"As vezes me preocupo que você seja muito inteligente para o seu próprio bem."
―Meistre Luwin, sobre Bran[fnt]

Quando criança, Bran era um menino doce, forte, aventureiro, amigável e especialmente inteligente para a idade. Seu sonho era ser um cavaleiro da Guarda Real. Entre seus passatempos favoritos estava escalar e praticar tiro ao alvo com arco e flecha. Toda sua vida mudou quando ele caiu da Torre Quebrada em Winterfell. A partir daí, Bran se viu sem propósito claro e inútil na sociedade militar de Westeros, chegando a preferir morrer do que continuar aleijado. Após perder seu lar e conhecer Jojen e Meera Reed, Bran acreditava que o Corvo de Três Olhos poderia lhe dar o propósito que tanto ansiava após ter ficado quebrado, indo para lá da Muralha com ajuda de seus amigos. Apesar de ter tido uma forte ligação com sua família, Bran foi obrigado a deixar Rickon e Jon de lado para poder buscar um propósito maior, amadurecendo conforme passava por dificuldades em sua jornada.

Luwin: "Eles não devem saber, Bran se culparia."
Osha: "Eles nunca saberão por mim. Os pequenos senhores já sofreram o bastante."
―Meistre Luwin e Osha[fnt]

Seu pouco tempo como Príncipe de Winterfell rendeu a Bran um gosto do comando e da política dos Sete Reinos, tomando decisões em tempos de guerra e sacrificando seu orgulho pelo bem-estar de seu povo. Após a tomada do castelo pelos homens de ferro, o instinto de Bran foi enfrentar seus captores, mas entregou a posse de Winterfell a Theon Greyjoy para não ver seus amigos sofrerem.

"Eu não sou realmente... não mais. Eu me lembro de como era ser Brandon Stark, mas eu me lembro de muito mais agora."
―Bran Stark, para Meera Reed[fnt]

Após ter se tornado o Corvo de Três Olhos, Bran deixou para trás parte de sua humanidade e abraçou seus novos poderes. O seu mestre e antigo Corvo de Três Olhos acreditava que ele não estava pronto para assumir seu lugar, e Bran se mostrou mais insensível e antipático que ele. Com tantas memórias de tantas pessoas passando em sua mente ao mesmo tempo, Bran assumia que vivia mais no passado que no presente, e não se enxergava mais apenas como Bran, mas como algo diferente e maior. Sacrificando seu senso de ego para um novo papel, Bran se mostrou um reflexo do próprio Rei da Noite durante a Grande Guerra, perdendo sua humanidade para lutar uma guerra que não queria em lados opostos. Quando Tyrion apontou que Bran deveria usar a coroa após a queima de Porto Real, mesmo não querendo o fardo, o jovem aceitou o cargo acreditando ser este o caminho claro de sua história.

"Tudo que você fez trouxe você aonde está agora, onde você pertence. Casa."
―Bran Stark, para Theon Greyjoy[fnt]

Diferente dos outros lordes e ladies de Westeros, Brandon I Stark se mostrou mais flexível em relação a punição e violência em Westeros. Ele aprendeu a perdoar Jaime Lannister por tê-lo jogado da torre, enquanto outras pessoas como Daenerys Targaryen e Sansa Stark o julgaram e desprezaram-no por seus crimes passados. Apesar de Theon ter matado Sor Rodrik Cassel e tirado Winterfell dos Stark, Bran foi capaz de ver valor nele, confortando-o em seus últimos minutos e garantindo-lhe que ele era um bom homem. Enquanto a maior parte dos monarcas priorizavam punição severa e até mesmo execução contra criminosos de guerra, em seu primeiro ato como rei, Bran I puniu Jon Snow e Tyrion Lannister colocando-os onde acreditava que funcionariam melhor para sociedade. Desta forma, Bran I demonstrou ser sábio, uma característica que Tywin Lannister valorizava em um rei, e controlado emocionalmente, porém longe de seu ego e humanidade.

Biografia

Passado

Bran é a quarta criança e o segundo filho homem do Lorde Eddard Stark de Winterfell e da Senhora Catelyn. A Casa Stark é uma das Grandes Casas de Westeros. Bran tem um irmão mais velho, Robb, duas irmãs, Sansa e Arya, um irmão mais novo Rickon e um "meio-irmão bastardo", Jon Snow.

Bran foi nomeado em honra a seu tio, irmão mais velho do seu pai, Brandon Stark, morto por ordens do Rei Louco. Ele gosta de escalar as muralhas do castelo para o horror de sua mãe, e sonha em ser um cavaleiro da Guarda Real. Segundo sua mãe, ele sempre olha para os pés antes de mentir.[10]

1ª Temporada

Bran está treinando arco e flecha ao lado de Robb, Jon Snow e Rickon Stark, enquanto é assistido por seus pais. Quando os garotos zombam dele por errar, Eddard diz que ele deve continuar praticando. Mais tarde, é decidido que Bran tem idade suficiente para acompanhar seu pai fazer a "justiça do rei", decapitando um desertor da Patrulha da Noite. Na volta, os Starks encontram filhotes de lobos gigantes e Eddard os permitem adotá-los, desde que os treinem, os alimentem e que os enterrem caso morram. Bran decide chamar seu lobo de Verão. Quando o Rei Robert Baratheon decide vir para Winterfell e Eddard concorda em ser Mão do Rei, ele pensa em levar Bran, Arya e Sansa para Porto Real também.

Bran decide escalar o castelo, como de costume. Porém, ao escalar uma torre abandonada, ele descobre a Rainha Cersei Lannister fazendo sexo com o irmão gêmeo, Jaime Lannister. Para silenciá-lo, Jaime o empurra torre abaixo.[10]

Bran sobrevive a queda, mas fica em coma por semanas o que força seu pai e suas irmãs a deixá-lo em Winterfell. Seu estado entristece profundamente sua mãe, que passa dias ao lado da sua cama. Enquanto esta em coma, um assassino é enviado para matá-lo. Catelyn luta com o homem, ganhando ferimentos graves nas mãos, mas quem o salva de fato é Verão, que rasga a garganta do assassino e se deita em meio aos cobertores de Bran logo em seguida. Semanas depois, ele acorda no mesmo momento em que o pai é forçado a matar a loba de Sansa: Lady.[11]

Após sua mãe ir para Porto Real, Bran é deixado na companhia da Velha Ama. Ela se oferece para contas histórias à ele, como as de Sor Duncan, o Alto, mas ele se recusa e diz que prefere apenas as histórias que deem medo. A Velha Ama o chama de "doce criança de verão" e diz que ele não sabe nada sobre o medo. Que o medo é para o inverno e para a Longa Noite, quando o inverno durou por tanto tempo que gerações nasceram e morreram no frio, e os que não morreram tiveram de lutar com os Caminhantes Brancos, que montavam cavalos mortos e invadiam o sul da Muralha. Eles são interrompidos por Robb, que pede para a Velha Ama se retirar. Bran pergunta à ele se é verdade que nunca mais vai andar de novo, e após a confirmação, ele diz que preferia ter morrido.[12]

Bran começa a ter um sonho repetitivo sobre um corvo de três olhos que voa para as criptas de Winterfell. Ele é acordado para encontrar Tyrion Lannister, que está voltando para o sul, e que o fez uma sela para que possa montar à cavalo mesmo que suas pernas não funcionem.[13] Outro dia, Bran tem aulas sobre os lemas das Grandes Casas com Meistre Luwin, onde reclama por sua mãe tê-lo deixado. Depois, o meistre o diz que a sela que ele ganhou deve dar certo e que ele poderia aprender a atirar flechas de cima do cavalo, como fazem os garotos Dothraki.[14]

Bran consegue usar a sela especial dada por Tyrion Lannister

Bran consegue usar a sela especial de cavalo que ganhou e fica muito feliz por isso. Ele se afasta de seu irmão Robb e de Theon Greyjoy enquanto cavalga, e acaba sendo atacado por um grupo de selvagens liderados por Stiv. Robb e Theon o encontram e matam os selvagens, com exceção de Osha, que se rende.[15] Uma carta chega de Porto Real, dizendo que Eddard foi preso acusado de alta traição e usurpar o trono de Joffrey I Baratheon após a morte do Rei Robert. Com isso, Robb reúne os vassalos e parte para o sul. Bran se despede de Robb e tenta em vão acalmar Rickon dizendo que Robb trará o pai, a mãe e as irmãs de volta. Quando Bran vai rezar no bosque sagrado, pedindo para que todos retornem, Osha, que agora trabalha em Winterfell, o encontra e diz que Robb está levando seu exército para o lado errado - a ameaça está Para Lá da Muralha.[16]

Bran diz a Osha que ele sonhou com um corvo de três olhos e que ele viu seu pai nas criptas. Osha não acredita, mas acaba levando Bran lá após ele irritá-la perguntando se ela tem medo de entrar nas criptas de Winterfell. Enquanto passam pelas estátuas, Bran explica a Osha a quem elas pertencem. Ele chegam até o local onde Bran afirma ter visto o pai, e Rickon, acompanhado de Cão Felpudo aparece e os assusta. Bran descobre que Rickon também viu o pai nas criptas, mas não há realmente ninguém lá. Quando eles saem, encontram Meistre Luwin que informa Bran que seu pai foi decapitado em Porto Real por traição.[17]

2ª Temporada

Bran continua tendo sonhos estranhos enquanto cumpre seu papel como Lorde de Winterfell na ausência de seu irmão Robb. Ele sonha que é seu lobo Verão e que correu no bosque sagrado e viu seu reflexo na água. No dia seguinte, Osha e Hodor o levam até o bosque sagrado e ele olha seu reflexo na água, vendo que é o mesmo Bran de sempre.[18] Ele sonha mais uma vez que é Verão, e que vê seu corpo humano acordando pelos olhos do lobo. Bran conversa sobre seus sonhos com Meistre Luwin, que o garante que a magia acabou no mundo há seculos.[19]

Bran sonha com o Corvo de Três Olhos mais uma vez e procura conselhos com Osha. Ele acaba revelando também que sonhou que o mar tinha invadido Winterfell, as pessoas estavam se afogando e alguns corpos boiavam, como o de Sor Rodrik Cassel. Mais tarde, Bran recebe Sor Rodrik trazendo notícias do esquadrão de Torrhen, que está enfrentando problemas, e Bran ordena que os ajudem.[20]

Em uma manhã, Bran é acordado por Theon Greyjoy que se autointitula Príncipe de Winterfell e diz que o castelo. Contra sua vontade, Bran faz um comunicado público dizendo que devem obedecer Theon agora para que ele não machuque ninguém. De toda forma, os habitantes do castelo se recusam a ver Theon como um príncipe. Sor Rodrik é um deles, que foi capturado enquanto ia até o esquadrão de Torrhen, e chama Theon de traidor; o que faz com que Theon o mate na frente de todos. Conforme Bran chora, Osha o diz que seu sonho se tornou realidade: o mar invadiu Winterfell (uma vez que Theon é da da Casa Greyjoy e estes são homens do mar). Mais tarde, Bran, Rickon, Hodor e os lobos conseguem fugir do castelo com a ajuda de Osha.[21]

Eles vão até uma fazenda próxima de Winterfell. Theon manda um grupo de busca e cães atrás deles, mas não é capaz de localizá-los além da fazenda. Por isso, Theon mata dois meninos de uma idade aproximada de Bran e Rickon e retorna para Winterfell, dizendo serem seus corpos.[22] Porém, Bran e o grupo deixaram os lobos irem sozinhos para enganar os cães, e se esconderam nas criptas de Winterfell.[23]

Depois do ataque de um exército nortenho contra os homens de ferro, o grupo sai das criptas de Winterfell e vêem sua casa queimada, destruída e abandonada. Eles reencontram os lobos no meio dos escombros e todos vão para o bosque sagrado, onde encontram Meistre Luwin morrendo. O meistre pede para que Osha os levem até Castelo Negro, para que possam ficar em segurança com Jon Snow. Sendo assim, Bran se despede de seu mentor e eles vão rumo ao norte.[24]

3ª Temporada

Bran e o grupo continuam seguindo para Castelo Negro. Em um de seus sonhos, Bran conhece um rapaz estranho, que enfim conhece pessoalmente depois. Se trata de Jojen Reed, um garoto que tem sonhos proféticos, e sua irmã, Meera Reed. Ambos são filhos de Lorde Howland Reed, um grande amigo do pai de Bran que lutou ao lado dele na Rebelião de Robert. Jojen o conta que seu poder o permite ver o passado, o presente em um lugar distante e o futuro. Ele diz também que Bran é um warg, e é isso que o permite entrar na mente de Verão, como vem fazendo desde Winterfell. Embora Bran aceite os irmãos facilmente no grupo, Osha parece um pouco incomodada com eles, temendo que Bran queira ir muito para o Norte e fique em perigo.[25]

Bran e Jojen compartilham uma visão onde encontram o corvo de três olhos. Jojen diz que ele deve seguir o corvo e Bran fica confuso sobre como deve fazer isso. Jojen aponta uma árvore e diz que Bran deve escalar. Bran faz o que foi pedido, mas logo se assusta se lembrando da queda que tomou o movimento de suas pernas na torre de Winterfell. Ele vê sua mãe Catelyn repetindo que ele não deve mais escalar como tinha prometido à ela - o que ele não cumpriu - e cai da árvore. Bran acorda no acampamento do grupo no meio da floresta, assim como Jojen, e fica chateado por não ter conseguido seguir o corvo.[26]

Quando Osha e Meera começam a brigar sobre quem limpa melhor um coelho, Bran resolve a tensão, dizendo que ambas são boas nisso. Em seguida, Jojen começa a ter espasmos enquanto tem uma de suas visões. Ao acordar, Jojen diz que viu Jon Snow do lado errado da Muralha.[27]

Em outro dia, Jojen menciona que deviam ir Para Lá da Muralha procurar o corvo de três olhos, o que irrita profundamente Osha. Ela se recusa a ir e conta a eles que seu marido morreu e voltou dos mortos para matá-la depois. Ela grita que eles não sabem o que existe do outro lado da Muralha e que não há nada para homens lá. Mesmo assim, Bran concorda com Jojen que eles devem ir, se o corvo de três olhos o espera desde que ele caiu da torre,[28]

Quando estão na Dádiva, Bran e o grupo encontram abrigo da tempestade eminente em um velho moinho abandonado. Eles notam um bando de selvagens perseguindo um homem. Conforme a chuva se aproxima trazendo o trovão, Hodor fica assustado e começa a fazer barulho. Temendo que os selvagens os achem, Bran inconscientemente entra na mente Hodor, fazendo-o se calar. Após isso, Jojen diz a Bran que ele deve wargar nem Verão e Cão Felpudo. Nessa situação, ele vê Jon Snow. Depois, Bran continua dizendo que deve ir Para Lá da Muralha encontrar o Corvo de Três Olhos. Osha novamente se recusa a ir e Bran pede para que ela leve Rickon e Cão Felpudo para Última Lareira, a sede da Casa Umber. Embora Rickon alegue que tem que proteger Bran, ele é convencido a ficar. Os dois se despedem com um abraço. Osha pede para os irmãos Reed manterem Bran a salvo, pois ele significa o mundo para ela. Sendo assim, Osha, Rickon e Cão Felpudo saem da torre. Bran e os outros continuam o caminho para o Norte.[29]

O grupo chega a Fortenoite, um castelo abandonado que outrora foi utilizado pela Patrulha da Noite. Bran se lembra das histórias que a Velha Ama lhe contava, dizendo que o castelo era assombrado, mas os Reed não o dão muita atenção ao seu medo. De toda forma, enquanto eles dormem, são surpreendidos por uma figura que surgiu do poço. Meera o ataca, mas a figura se revela ser apenas Samwell Tarly, que está acompanhado de Gilly e do bebê. Quando Sam vê Hodor e Verão, descobre que está com Bran. Porém, Jojen o avisa que eles estão indo Para Lá da Muralha e que ninguém pode saber disso. Sam não quer que eles vão devido as coisas que presenciou do outro lado, mas acaba mostrando a passagem para o grupo e os munindo com lanças de vidro de dragão caso algum Caminhante Branco apareça.[30]

4ª Temporada

Bran e o grupo estão Para Lá da Muralha enquanto Bran está wargando em Verão, caminhando por entre a neve. Meera o acorda, o que deixa Bran irritado. Jojen o avisa que se ele passar muito tempo como Verão, logo não se lembrará mais deles, de sua família, de sua casa e dele próprio. Depois, Verão encontra uma árvore-coração. Quando Bran toca na árvore, ele vê uma outra árvore sobre uma colina, o Corvo de Três Olhos, seu pai momentos antes de ser executado, corvos voando, os caminhantes brancos e as criaturas, incluindo o próprio Rei da Noite, o Trono de Ferro vazio com neve caindo ao redor, ele quando mais novo caindo da torre, um dragão voando sobre Porto Real, e finalmente a árvore-coração sobre uma colina mais uma vez, com uma voz lhe dizendo "embaixo da árvore, Norte". Bran diz ao grupo que sabe onde devem ir.[31]

Mais tarde, Bran e seus companheiros estão ao redor de uma fogueira. Meera ouve o choro de um bebê e Bran entra em Verão para investigar. Ele vê que Fantasma, o lobo Jon Snow, está preso. Antes que ele faça mais alguma coisa, Verão é pego em uma armadilha. Eles vão até onde estão os lobos, e embora Meera não queira ficar por mais tempo, Bran a convence que tem de resgatar Verão. Em seguida, Meera é nocauteada e eles são capturados por Karl e levados para dentro de uma tenda. Karl ameaça Meera e Jojen para fazer Bran revelar sua identidade.[32]

Bran e seus companheiros continuam como prisioneiros de Karl, que entra mais uma vez na torre e amarra Meera, intencionando torturá-la e estuprá-la. Embora Bran o implore para que não faça isso e Jojen diga que pode ajudá-lo pois tem as visões, Karl se nega. Porém, antes que ele corte Meera, Jon Snow e a Patrulha da Noite atacam o grupo de Karl. Locke, que serve a Roose Bolton, procura Bran e o leva como refém. Bran entra na mente de Hodor e o faz matar Locke, e depois libertar Meera, Jojen e Verão. Bran vê Jon e tenta engatinhar até ele, mas Jojen o lembra que se Jon souber que ele está vivo, não o deixará ir atrás do Corvo de Três Olhos. Bran enfrenta a escolha e segue com o grupo.[33]

Bran finalmente encontra a árvore-coração sobre uma colina, como em sua visão. Porém, enquanto eles seguem para lá, são atacados por um grupo de criaturas. Enquanto Meera, Hodor e Verão lutam com eles, aparece Folha, um dos Filhos da Floresta, para ajudá-los. De qualquer forma, Jojen é atacado fatalmente e Meera o mata por misericórdia. O grupo entra na caverna que há debaixo da colina, guiados por Folha. Lá Bran encontra o Corvo de Três Olhos, que em sua forma verdadeira é um velho homem em uma árvore. Bran diz que não queria que ninguém morresse por ele, e o Corvo o responde que Jojen sabia o que fazia. Por fim, Bran pergunta se ele vai andar de novo e o Corvo responde que não; Bran nunca mais vai andar, mas ele irá voar.[34]

6ª Temporada

Bran e seus companheiros continuam na caverna, e ele continua treinando com o Corvo de Três Olhos. Ele tem uma visão de Winterfell muitos anos atrás, quando seu pai era criança e estava treinando com seu tio Benjen Stark. Bran também vê sua falecida tia Lyanna e Hodor quando jovem, e descobre que ele sabia falar algo além de "Hodor". Embora Bran fique encantado com toda a cena que o lembra os tempos que ele era feliz, o Corvo o traz de volta, dizendo que se ele pode ficar tão apaixonado pelo passado que não vai mais querer retornar para a realidade. Bran pergunta onde está Meera e a encontra do lado de fora da caverna, chateada. Embora Bran tente uma aproximação amigável, Meera não o dá atenção e ele retorna para dentro da caverna.[35]

Em outra visão, Bran e o Corvo de Três Olhos estão observando os acontecimentos na Torre da Alegria no fim da Rebelião de Robert. Bran vê seu pai, agora um jovem homem, e o pai de Meera e Jojen, Howland Reed. Eles e outros cavaleiros do pai estão na torre para resgatar Lyanna Stark. Como guardas da torre, estão Sor Arthur Dayne e o Lorde Comandante Gerold Hightower. Eles duelam em seguida. Bran observa a luta e como a maioria dos cavaleiros do pai pereceram. Quando o pai estava prestes a morrer, Howland ataca inesperadamente Sor Arthur por trás do pescoço. Bran fica horrorizado pois a história que sempre ouviu tinha mais honra do que o que realmente aconteceu. Eddard termina de matar Sor Arthur com a espada dele e ouve um grito de mulher vindo da torre. Howland fica para trás e Eddard corre para subir as escadas. Bran diz que quer saber o que há na torre, mas é impedido de prosseguir pelo Corvo, que o traz de volta. Bran desperta irritado e discute com o Corvo, dizendo que não quer voltar para uma realidade onde é um aleijado e que não quer se tornar um velho numa árvore. O Corvo diz que ele não tem que se preocupar, pois não ficará na caverna para sempre e que Bran também não deve interferir o passado - o passado já está escrito, a tinta está seca.[36]

Outro dia, Bran e o Corvo compartilham uma visão mais antiga, de quando os Filhos da Floresta estavam reunidos e Folha enfiou uma adaga de vidro de dragão em um homem, o transformando no Rei da Noite. Bran desperta horrorizado e questiona Folha sobre isso. Ela assente e diz que os Primeiros Homens, ancestrais de Bran, estavam matando os filhos da floresta e acabando com a casa deles, e que eles tinham de revidar de alguma forma.

Bran encontra o Rei da Noite

Mais tarde quando todos estão dormindo, Bran vai sem o consentimento e a companhia essencial do Corvo para uma outra visão. Ele vai para o mesmo lugar onde viu os Filhos da Floresta criando o Rei da Noite, mas dessa vez, o lugar está coberto de neve. Bran percebe que há um exército de criaturas e achando que ele não pode ser visto, caminha entre elas. Enfim, Bran vê o Rei da Noite e os outros caminhantes brancos montados em cavalos mortos como a Velha Ama uma vez lhe contou. Bran fica horrorizado ao ver que o Rei da Noite está olhando para ele, e no segundo seguinte, ele toca o seu braço. Bran desperta gritando e acordando os outros da caverna. O Corvo de Três Olhos diz a Bran que eles devem ir embora, pois agora o Rei da Noite deixou uma marca cinzenta no local onde tocou Bran, e virá atrás dele. Bran diz que eles não podem entrar, mas o Corvo refuta a ideia, dizendo que a magia que guardava a caverna está agora quebrada.[37]

Em uma tentativa de acelerar o treinamento de Bran, o Corvo o leva de volta a visão do seu pai criança em Winterfell. Enquanto isso, o exército do Rei da Noite chega e invade a caverna. Na visão, Bran começa a ouvir a voz de Meera, que está desesperada e pedindo para ele entrar na mente de Hodor para poder carregá-lo. Bran decide usar o Hodor criança que está presente em sua visão para isso, resultando em Bran controlar o Hodor adulto - que agora ajuda Meera a carregar Bran para a porta de saída da caverna. Verão se sacrifica lutando com as criaturas, dando tempo do restante do grupo ir embora. O Rei da Noite mata o Corvo de Três Olhos que se desintegra da visão, deixando Bran sozinho. Folha se sacrifica para atrasar as criaturas que estão perseguindo Bran, Meera e Hodor. Quando finalmente chegam na porta, Hodor consegue abri-la, mas as criaturas começam a se forçar sobre a porta, e Hodor a segura para que eles não passem. Meera pega a carroça que leva Bran e grita para Hodor "segurar a porta" enquanto ela vai andando em meio ao frio inverno nortenho. Na visão de Bran, o Hodor criança ouve a voz de Meera gritando "segure a porta" e isso causa um distúrbio em sua mente, que cai no chão repetindo "segure a porta" (Hold the door, em inglês) até falar apenas "Hodor" por toda sua vida. Bran continua olhando cheio de remorso pelo que ele fez com Wylis/Hodor.[37]

Bran continua sendo levado por Meera por entre a neve, enquanto Bran tem visões do passado e do futuro, incluindo o Rei Louco, o Casamento Vermelho, um dragão voando sobre Porto Real e um momento antes da Explosão do Grande Septo de Baelor. Quando Meera não aguenta mais seguir em frente e se abaixa na frente de Bran, ele acorda e a informa que as criaturas os acharam. Meera o pede desculpas e eles se abraçam, esperando seu destino. Porém, uma figura misteriosa surge em cima de um cavalo e mata algumas criaturas com uma bola flamejante, logo depois oferecendo ajuda a Bran e Meera e os levando embora em cima do cavalo.[38]

Mais tarde, Bran acorda ao redor de uma fogueira e Meera vai até ele. A figura misteriosa também está lá e se revela ser seu tio, Benjen Stark, que estava desaparecido. Benjen explica que foi atacado por um caminhante branco, mas um dos Filhos da Floresta o encontraram e o salvaram com vidro de dragão, mas ele ainda está "meio morto". Ele também diz a Bran que ele é o novo Corvo de Três Olhos e que deve estar esperando para enfrentar o Rei da Noite quando ele vier.[38]

Benjen leva Bran e Meera até uma árvore-coração próxima da Muralha. Ele diz que não pode ir além disso pois a Muralha tem uma magia que impede os mortos de passarem. Dessa forma, ele deseja boa sorte e se despede dos dois, sumindo mais uma vez para o Norte. Bran engatinha até a árvore-coração para mais uma visão. Meera o pergunta se ele tem certeza que está pronto para isso, e ele responde que agora é o Corvo de Três Olhos e tem que estar pronto para isso, e em seguida, vai para mais uma visão. Ele está na Torre da Alegria novamente e agora presencia a morte de sua tia Lyanna Stark causada pelo nascimento de um bebê, que é revelado ser Jon Snow.[39]

7ª Temporada

Os Caminhantes Brancos e os mortos-vivos marcham para o sul. Bran Stark e Meera Reed chegam a Muralha. Eddison Tollett é convencido pelo conhecimento de Bran sobre os Caminhantes Brancos e deixa a dupla entrar.

Depois de anos ao lado e cuidando de Bran, Meera decide deixar Winterfell de volta para Atalaia da Água Cinzenta quando o amigo e protegido se mostra indiferente à sua partida, e Bran diz "morreu" na caverna e agora é tão somente o Corvo de Três Olhos. Depois, ele participa de uma reunião formal com ares de julgamento no Grande Salão de Winterfell, onde estão Sansa, Mindinho, lordes e soldados do norte do Vale do Arryn, e para a qual é convocada Arya, que fica de pé sozinha no meio do salão. Em princípio, a reunião parece ser para acusar Arya de crimes, mas para surpresa de Petyr Baelish ele é o acusado de traição e assassinato, em fatos descritos por Sansa que tenta negar, mas não consegue, sendo inclusive confrontado por Bran em sua visão do passado quando Baelish disse a Ned Stark que não confiasse nele, depois de traí-lo em Porto Real. Bran então assiste Arya matar Mindinho, cortando sua garganta com a mesma adaga com que tentaram tirar sua vida anos atrás, adaga esta pertencente a Baelish. Depois da morte dele, Bran recebe em seu quarto a visita de Samwell Tarly que voltou de Vilavelha com Gilly e o pequeno Sam. Os dois conversam sobre Jon Snow e Bran diz a Samwell que na verdade Jon não é seu irmão, mas seu primo, filho da tia Lyanna Stark com Rhaegar Targaryen. Bran diz a Sam que o verdadeiro sobrenome de Jon é Sand (sobrenome aos bastardos nascidos em Dorne), mas Sam retruca falando sobre a anulação do casamento de Rhaegar e Elia Martell descoberta por Gilly nos livros da Cidadela; Bran então tem a visão do casamento de Rhaegar com Lyanna e entende que Jon á na verdade um legítimo Targaryen. Numa visão posterior, ele vê Lyanna dizendo a Ned no leito de morte que o nome do filho é Aegon Targaryen. Sentado no bosque de Winterfell ao lado da Árvore-Coração, Bran tem mais uma visão, a dos Caminhantes Brancos usando um dragão morto-vivo, Viserion, cuspindo jatos de chamas azuis contra A Muralha no Norte, que é derrubada, permitindo à legião de Criaturas e de Caminhantes atravessarem-na se encaminhando para o sul.

8ª Temporada

Bran recebe Jon que volta a Winterfell com Daenerys Targaryen e seus exércitos (Imaculados e Dothraki), mas apesar da alegria do irmão em vê-lo o recebe de maneira fria apenas dizendo que "eles agora tem um dragão de gelo". Jon, que desconhece que Bran agora é apenas o Corvo-de-Três-Olhos, recebe as palavras com estranheza. Ele diz a Samwell que Jon precisa saber a verdade sobre seus pais e o incita a contar tudo imediatamente e a sós, dizendo que ele é o mais indicado porque é a pessoa de mais confiança de Jon. Bran participa do julgamento de Jaime Lannister no Grande Salão de Winterfell quando este aparece sozinho e sem os exércitos dos Lannister. Durante as acusações a Jaime ele diz a frase que é dita antes de ser jogado da torre em Winterfell (1x01) "as coisas que ele já fez por amor". Depois que Jaime tem sua vida poupada, os dois se encontram no Bosque Sagrado de Winterfell e Jaime diz que não é mais a pessoa que o empurrou da torre, mas pergunta porque não contou tudo aos outros, o que certamente seria sua sentença de morte. Bran responde que ele é necessário ali na batalha que virá. Depois, na reunião de planejamento da defesa de Winterfell contra os Caminhantes, ele diz que o Rei da Noite está vindo por ele e que se ele for derrotado todos os mortos-vivos também serão. Ele então se oferece como isca para que outros possam matar o comandante dos Caminhantes. Durante o ataque a Winterfell, os Caminhantes e os mortos-vivos arrasam o castelo e estão prestes a conseguir a vitória total quando o Rei da Noite chega ao Bosque onde Bran está protegido por Theon e seus homens. Os Homens de Ferro lutam bravamente mas suas flechas acabam e eles são todos mortos sobrando apenas Theon, seu último protetor que, disposto a morrer com honra defendendo Bran, investe sozinho contra o Rei da Noite e é morto por ele. Quando este está a ponto de matá-lo, Bran é salvo pela irmã, Arya, que ataca o Rei de emboscada, conseguindo apunhalá-lo com sua faca de vidro de dragão (o mesmo que Bran é atacado na primeira temporada e que entrega a Arya na temporada passada) o que o faz se desfazer em vidro, destruindo junto com ele todos os atacantes de Winterfell.

No dia seguinte à vitória, Jon, Sansa, Arya e Bran reúnem-se no Bosque Sagrado. As irmãs querem discutir a situação de Jon que se ajoelhou para Daenerys, em quem elas não confiam por não ser uma Stark. Jon lhes pede que jurem segredo para o que tem a lhes dizer e pede a Bran que lhes conte toda a verdade sobre sua origem. 

No final da temporada, quando é feito uma reunião de todos os Lordes de Westeros, ele é nomeado como Bran, o Quebrado, Rei dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens, Senhor dos Seis Reinos, Protetor do Território, Rei de Westeros (o Norte se torna independente, governado por Sansa Stark).

Habilidades

  • Visão verde: referida também apenas como "visão", era uma habilidade profética de visitar o passado, presente e futuro em diferentes lugares. Bran se tornou extremamente poderoso com essa habilidade, chegando a influenciar eventos passados. No entanto, ele não possuía uma clareza em suas visões em comparação ao antigo Corvo de Três Olhos, afirmando que ele ainda precisava aprender a "ver" melhor. Bran não tinha concluído seu treinamento e não estava pronto para receber os dons da visão verde quando se tornou o novo Corvo de Três Olhos, então dificilmente tinha a certeza que seu antecessor tivera sobre possíveis eventos do futuro. A visão verde de Bran também podia ser usada para visitar locais e eventos passados sem interferência, ou lugares distantes no presente.
    • Antes de se tornar o Corvo de Três Olhos, Bran dependia de uma árvore-coração para ter visões lúcidas do passado, presente e futuro. Apesar de não ter necessitado mais dela após sua transformação, Bran ainda preferia permanecer no bosque sagrado de Winterfell, provavelmente aumentando sua conexão com a magia dos Deuses Antigos da Floresta.
  • Warg: como um "troca-peles", Bran podia vestir peles de animais como corvos e seu lobo gigante Verão. Diferente de qualquer warg do passado, Bran também conseguiu entrar na pele de Hodor e usá-lo para seus fins. O poder de warg dele eventualmente cresceu ao ponto de poder entrar na pele de vários animais simultaneamente, especialmente corvos.

Árvore genealógica

Lado paterno

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-RickardStark.png
Rickard
Stark


Falecido
 
Stark.JPG
Lyarra
Stark

Falecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-BrandonStark.png
Brandon
Stark


Falecido
 
Famtree-CatelynStark.png
Catelyn Stark
nascida
Tully
Falecida
 
Ned 3 (1).jpg
Eddard
Stark


Falecido
 
Famtree-LyannaStark.png
Lyanna
Stark


Falecida
 
Famtree-RhaegarTargaryen.png
Rhaegar
Targaryen


Falecido
 
Famtree-BenjenStark.png
Benjen
Stark


Falecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-RobbStark.png
Robb
Stark


Falecido
 
Famtree-TalisaStark.png
Talisa Stark
nascida
Maegyr
Falecida
 
Famtree-TyrionLannister.png
Tyrion
Lannister



 
Famtree-SansaStark.png
Sansa
Stark



 
Famtree-RamsayBolton.png
Ramsay Bolton
nascido
Snow
Falecido
 
Famtree-AryaStark.png
Arya
Stark



 
Famtree-BranStark.png
Brandon I
Stark

"o Quebrado"

 
Famtree-RickonStark.png
Rickon
Stark


Falecido
 
Famtree-JonSnow.png
Jon Snow
nascido
Aegon
Targaryen
 
 
 

Lado materno

Predefinição:Árvore Genealógica/Casa Tully

Nos bastidores

Bran Stark foi interpretado por Isaac Hempstead-Wright e dublado por Felipe Goulart nas quatro primeiras temporadas, e Ítalo Luiz nas três últimas. Ele esteve ausente na quinta temporada, como explicado por David Benioff:

"O fato é que, embora estamos fazendo mudanças nos livros e nos adaptando, conforme necessário, estamos tentando manter as várias histórias deles [dos livros] e tentando mantê-las aproximadamente [cronologicamente] paralelas. E chegamos ao fim do enredo do enredo de Bran [no livro mais recente de George R.R. Martin, A Dança dos Dragões] no ano passado [na quarta temporada]. Então, se o empurrássemos para a frente nesta temporada, ele estaria à frente de onde os outros personagens estão... além de que, seria muito menos interessante, depois de Empire Strikes Back ter um filme de uma hora entre o Empire e Return of the Jedi, onde Luke está treinando, é muito mais legal cortar do fim de Empire para o início de Return, onde ele se torna o Jedi."

"Bran" irlandês e "Brân" em galês significam "corvo".

Nos livros

Nos romances de As Crônicas de Gelo e Fogo, Bran é descrito com traços Tully mais fortes que os vistos na série, com cabelos ruivos e olhos azuis. Ele é um menino doce e aventureiro, que gostava de escalar e ansioso para se tornar um cavaleiro. Diferente da série, os sonhos com o corvo de três olhos nos livros são mais vívidos e Bran de fato consegue conversar com ele. Sua conexão com Verão também é mais forte. No quinto livro, A Dança dos Dragões, é implícito que Bran aparece em capítulos de vários outros POVs como Melisandre e Theon através de sua conexão com a árvore-coração na caverna do corvo de três olhos.

Bran conhece Jojen e Meera em Winterfell durante A Fúria dos Reis, enquanto na série esse encontro acontece na estrada para a Muralha na terceira temporada. Ele também acaba tendo uma rivalidade com "Grande" e "Pequeno" Walder Frey, que foram levados a Winterfell para serem protegidos dos Stark após Robb concordar em se casar com a filha de Walder Frey. Ambos os dois últimos personagens foram cortados da série. Bran também se despede de Rickon logo após a destruição de Winterfell no final do segundo livro.

No quinto livro, Bran é ajudado por Mãos-Frias a chegar na caverna do corvo de três olhos, ao lado de Hodor, Verão, Jojen e Meera Reed. Mãos-Frias foi adaptado na sexta temporada como Benjen Stark, que ajuda Bran e Meera a fugir das criaturas fora da caverna.

"David e Dan me disseram duas coisas que George R.R. Martin tinha planejado para Bran, e essas seriam a revelação de Hodor, e que ele seria rei. Então isso foi bastante especial para estar diretamente envolvido em algo que é parte da visão de George. É realmente um ótimo jeito de amarras as coisas."
―Isaac Hempstead-Wright, o ator de Bran Stark, sobre o final de seu personagem[fnt]

Dos três spoilers conhecidos que Martin contou a Benioff e Weiss, dois envolveriam Bran: Hodor e "Hold the Door" e o fato dele ser rei no final da história.

Referências

  1. 1,0 1,1 "Winter Is Coming", Episódio 01 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  2. "The Kingsroad", Episódio 02 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  3. "Dark Wings, Dark Words", Episódio 02 da Terceira Temporada de Game of Thrones
  4. 4,0 4,1 "Home", Episódio 02 da Sexta Temporada de Game of Thrones
  5. "The Ghost of Harrenhal", Episódio 05 da Segunda Temporada de Game of Thrones
  6. "Dragonstone", Episódio 01 da Sétima Temporada de Game of Thrones
  7. "The Queen's Justice", Episódio 03 da Sétima Temporada de Game of Thrones
  8. "Mhysa", Episódio 10 da Terceira Temporada de Game of Thrones
  9. "The Iron Throne", Episódio 06 da Oitava Temporada de Game of Thrones
  10. 10,0 10,1 "O Inverno está Chegando"
  11. "A Estrada Real"
  12. "Lorde Snow"
  13. "Aleijados, Bastardos e Coisas Quebradas"
  14. "O Lobo e o Leão"
  15. "Uma Coroa de Ouro"
  16. "A Reta Final"
  17. "Fogo e Sangue"
  18. "O Norte se Lembra"
  19. "O que está Morto Não Pode Morrer"
  20. "O Fantasma de Harrenhal"
  21. "Os Deuses Novos e os Velhos"
  22. "Um Homem sem Honra"
  23. "O Príncipe de Winterfell"
  24. "Valar Morghulis"
  25. "Asas Escuras, Palavras Escuras"
  26. "E Agora a Vigia Dele está Terminada"
  27. "A Ascensão"
  28. "O Urso e a Donzela"
  29. "As Chuvas de Castamere (episódio)"
  30. "Mhysa"
  31. "O Leão e a Rosa"
  32. "Cumpridora de Promessas (episódio)
  33. "Primeiro do Nome Dele"
  34. "Os Filhos"
  35. "Casa"
  36. "Quebradora de Promessas (episódio)"
  37. 37,0 37,1 "A Porta"
  38. 38,0 38,1 "Sangue do Meu Sangue"
  39. "Os Ventos do Inverno"
v  d  e
Governantes dos Seis Reinos de Westeros
Advertisement