FANDOM


O Ataque à Ponta do Mar do Dragão foi uma batalha durante a Rebelião Greyjoy. Foi um assalto liderado por Sor Royland Degore à Ponta do Mar do Dragão, ocupada por nascidos do ferro, que resultou na destruição de doze navios dos Greyjoy.

História

Prelúdio

Depois de Balon Greyjoy proclamar a independência das Ilhas de Ferro, seu irmão Euron liderou um ataque a Lannisporto, destruindo a frota dos Lannisters enquanto ancorada em Lannisporto e permitindo que os nascidos do ferro invadissem a costa oeste inteira de Westeros, como Guardamar. Os nascidos do ferro conseguiram chegar ao Norte e desembarcaram em Ponta do Mar do Dragão para pilhar.

A família de Royland Degore foi estuprada e assassinada pelos nascidos do ferro, e ele se juntou ao exército do Lorde Gregor Forrester. Degore tinha uma compreensão natural de táticas militares e estratégias, que viriam a ser utilizadas no ataque.

Ataque

Segundo as histórias, Degore liderou um ataque noturno à Ponta do Mar do Dragão, onde cortou a amarração de doze navios Greyjoy e queimou os barcos à deriva em cinzas, juntamente com todos os nascidos do ferro a bordo.

Consequências

Degore foi encarregado de comandar um batalhão e veio a desempenhar um papel crucial no Cerco de Pyke que encerrou a guerra. Nos meses seguintes, Rei Baratheon concedeu a Royland um título de cavaleiro e Lorde Forrester lhe pediu para servir como mestre-de-armas de Ironrath. Sor Royland ainda mantém a posição e é conhecido por sua experiência militar, bem como sua disposição lendária.[1]

Referências

  1. Royland Degore - entrada no códice do jogo
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.