Game of Thrones Wiki
Advertisement
Night's-Watch-Main-Shield.PNG
Night's-Watch-Main-Shield.PNG

"Você sabe o que significa liderança, Lorde Snow? Isso significa que a pessoa responsável é questionada por qualquer idiota esperto com uma boca. Mas se ele começar a se questionar, é o fim. Para ele, para os idiotas espertos, para todos. Este não é o fim. Não para nós. Não se vocês cumprirem seu dever pelo tempo que for necessário para derrotá-los. E então você continuará me odiando, e eu continuarei desejando que sua puta selvagem tivesse terminado o trabalho."
―Sor Alliser Thorne[fnt]

Sor Alliser Thorne era o Primeiro Patrulheiro da Patrulha da Noite. Ele lutou pela Casa Targaryen durante a Rebelião de Robert e foi enviado para Castelo Negro após a derrota do Rei Aerys II Targaryen. Lá, Sor Alliser se tornou Patrulheiro e mais tarde, mestre de armas. Após a morte de Sor Jorah Mormont, se tornou Senhor Comandante Interino, até as eleições após a Batalha de Castelo Negro, onde perdeu para Jon Snow.

Quando o Senhor Comandante Snow decidiu deixar selvagens passarem para o sul da Muralha, Sor Alliser liderou um motim contra ele. Após a ressurreição de Jon Snow pelas mãos da Sacerdotisa Vermelho Melisandre, Sor Alliser foi executado por traição.

Aparência

Sor Alliser é um homem alto e forte, com postura rígida e olhar duro. Ele possuía sinais de sua idade avançada e dos vários invernos que já vira, mas não era mais lento ou menos habilidoso com uma espada por causa disso. Ele possuía cabelos claros e ralos, olhos claros e a barba feita. Como Patrulheiro, ele usava sempre negro.

Personalidade

Thorne era um homem visto para muitos como severo, cruel, rígido e de pouca empatia. Durante o treinamento dos recrutas, ele costumava apelidá-los de maneiras desconfortáveis, como chamar Jon Snow de "Lorde Snow" devido a seu nascimento nobre, ou Grenn de "Auroque" devido a sua rigidez e lentidão. Isso o tornava uma figura pouco popular entre os novos irmãos juramentados, apesar de os mais velho respeitarem Sor Alliser, o que lhe rendeu vários seguidores fiéis dentro da Patrulha.

No entanto, Sor Alliser nunca fora de fato um homem mau. Ele tinha uma noção própria de justiça e propósito, e era muito desconfiado com as pessoas ao seu redor, como visto seu descontentamento após Jon Snow permitir selvagens ao sul da Muralha. Devido a várias dificuldades em seus anos na Patrulha, a inimizade de Sor Alliser com os selvagens nunca o deixou, e sua rigidez quanto aos novos recrutas apenas aumentava. Ele acreditava que durante uma patrulha, era melhor ter um homem forte e capaz protegendo-o a noite do que um covarde, demonstrando esse ódio a Samwell Tarly e Jon Snow e a amizade que eles desfrutavam.

Sor Alliser também fora visto como uma pessoa vingativa. Após se sentir constantemente humilhado por Jon Snow, que protegia Sam de seu treinamento rígido e ensinava de maneira mais calma Grenn e Pypar, Sor Alliser o enviou propositalmente a função de Intendente, sabendo que enfureceria o bastardo. Quando Ned Stark foi preso por traição em Porto Real, Sor Alliser propositalmente enfureceu Jon Snow, o fazendo atacá-lo e parecer rebelde aos olhos do Senhor Comandante. A inimizade dos dois durou mesmo após Jon nomeá-lo como Primeiro Patrulheiro, a antiga posição de Benjen Stark, seu tio.

Sor Alliser possuí uma noção muito clara sobre liderança, e admite não gostar de ser questionado. Seu objetivo ao se candidatar para Senhor Comandante era tornar a Patrulha da Noite mais rígida e rica em homens duros. Apesar de fazer amizade com Janos Slynt, ele não se interpôs quando Jon Snow o executou. Não se tem certeza do por quê, mas um dos motivos prováveis provavelmente fora a falta de postura de Slynt durante a Batalha de Castelo Negro, que preferiu se esconder a lutar.

Biografia

"Não preciso que ele seja charmoso. Eu preciso que ele transforme esse bando de ladrões e fugitivos em homens da Patrulha da Noite."
Jeor Mormont, para Tyrion Lannister sobre Sor Alliser[fnt]

Ele lutou ao lado da Casa Targaryen durante a Rebelião de Robert, que terminou com o fim desta dinastia. Como muitos outros lealistas Targaryen, os rebeldes vitoriosos posteriormente deram a ele uma escolha entre a execução ou se juntar à Patrulha da Noite, e Sor Alliser escolheu a última opção. Em Castelo Negro, ele se tornou Patrulheiro.

Sor Alliser passou seu último inverno em patrulha para lá da Muralha, após ouvir rumores que Mance Rayder, Rei para lá da Muralha, planejava atacar Atalaialeste do Mar. Uma forte tempestade pegou seu grupo e Sor Alliser fora obrigado a cometer canibalismo com seus irmãos caídos para sobreviver. Este evento marcou profundamente o Patrulheiro.[1] Mais tarde, ele passou a servir como mestre de armas a pedido do Senhor Comandante Mormont.[2]

Primeira Temporada

"Vocês não conhecem frio. Nenhum de vocês."
―Sor Alliser Thorne[fnt]

Sor Alliser teve um relacionamento difícil com Jon Snow.

Quando ele passou a treinar Jon Snow, Grenn, Pyp e Rast, ele rapidamente desenvolveu conflitos com o bastardo de Ned Stark.[2] Enquanto treinava Samwell Tarly, ele logo reparou na proteção extra que Jon dava a ele contra seus irmãos durante os treinos. Sor Alliser confrontou ambos mais tarde, afirmando que nunca seriam de fato homens da Patrulha da Noite se Snow não permitisse que Sor Alliser treinasse Sam Tarly de maneira apropriada.[1]

Quando estes recrutas estavam para ser passados a suas responsabilidades, Sor Alliser convenceu Mormont a tornar Jon Snow um Intendente, sabendo que ele queria ser um Patrulheiro como seu tio Benjen Stark. Acreditando que isso o faria desistir da Patrulha, Jon aceitou o cargo após ser convencido por Sam.[3] Quando Ned Stark fora acusado de traição, Sor Alliser confrontou Jon, afirmando que ele era um bastardo de um traidor da coroa. Isso fez Jon perder o controle e tentar atacá-lo, enfurecendo Mormont. Mais tarde naquela noite, uma criatura atacou o Senhor Comandante, que fora salvo por Snow.[4] Isso lhe rendeu um lugar na grande patrulha que ele faria para ir atrás de Mance Rayder e dos Caminhantes Brancos, enquanto enviava Sor Alliser para Porto Real tentar alertar o Rei Joffrey I da ameaça dos Caminhantes Brancos.[5][6]

Quarta Temporada

"Não fale de Meia-Mão como se você o conhecesse. Ele era meu irmão."
―Sor Alliser, se sentindo insultado quando Jon Snow contou sobre a vontade de Qhorin em ser morto por ele[fnt]

Sor Alliser foi um dos oficiais a julgar as quebras de votos de Jon Snow.

Após o retorno de Jon Snow da grande patrulha para lá da Muralha, Sor Alliser estava agindo como Senhor Comandante Interino até uma nova eleição. Ele foi um dos cinco oficiais que julgou Jon Snow por seus atos, como ter matado Qhorin Meia-Mão e dormido com Ygritte. Apesar de Thorne insistir em uma punição, Meistre Aemon defendeu o jovem quando ele disse que fizera tudo isso por ordem de Qhorin, afirmando que acreditava nele.[7]

"Vamos, faça. Seu bastardo traidor. Me dê uma desculpa."
―Sor Alliser, quando Jon Snow ameaçou atacá-lo[fnt]

Sor Alliser estava presente quando um jovem garoto, Olly, que vivia ao sul da Muralha próximo a uma fazenda, chegou em Castelo Negro para avisar de selvagens vindo daquele lado da Muralha. Enquanto a maioria dos irmãos de negro queriam descer ao encontro dos selvagens que mataram a família de Olly, Snow e Thorne concordam que era uma má ideia, visto que os selvagens queriam desabitar ao máximo Castelo Negro para as forças de Mance Rayder vindo do Norte terem uma passagem fácil. Eles foram então interrompidos pelo retorno de Grenn e Eddison Tollett, que haviam escapado de irmãos traidores na Fortaleza de Craster. Jon afirmou que precisavam lidar com os traidores lá pois havia dito aos selvagens que estavam em número maior do que realmente tinham em Castelo Negro e, caso interrogassem os Patrulheiros na Fortaleza de Craster, descobririam que era mentira.[8]

Sor Alliser e Jon discutiam com frequência as decisões a serem tomadas contra o ataque eminente dos selvagens.

Sor Alliser e Janos Slynt mais tarde interromperam Jon de treinar novos recrutas, visto que ele era um Intendente e não um mestre de armas. Slynt então avisa que Snow era popular entre os irmãos mais novos e que deixar ele morrer tirando a vida dos traidores na Fortaleza de Craster não seria uma ideia ruim. Sor Alliser então decidiu dar a Jon a permissão de ir, mas apenas com voluntários. Ele conseguiu alguns, incluindo um recruta em treinamento, e Sor Alliser lhes deu permissão de partir e lidar com os traidores.[9] Jon eventualmente retornou, tendo sobrevivido a luta, e avisa aos irmãos sobre a proximidade dos selvagens de Castelo Negro. Sor Alliser logo repreendeu Jon por trazer Fantasma consigo, ordenando que prendesse o lobo gigante. Durante uma reunião, Jon deu a ideia de selar os túneis e impedir a passagem dos selvagens, que possuíam gigantes, ao sul da Muralha. Thorne foi contra a decisão, e pediu para o Primeiro Construtor Othell Yarwyck apoiá-lo na decisão de não fechar o túnel, para desgosto de Jon.[10]

Quando o ataque enfim chegou, Thorne liderou as defesas da Muralha. Ele testemunhou a chegada de gigantes e mamutes enquanto ordenava os irmãos para atirarem flechas contra os selvagens. Quando o grupo selvagem que vinha do sul da Muralha invadiu Castelo Negro, Sor Alliser foi obrigado a deixar as defesas da Muralha nas mãos de Janos Slynt e desceu para parar a invasão embaixo. Ele enfrentou diversos selvagens e lutou contra Tormund, o Terror dos Gigantes, mas foi gravemente ferido e tirado de combate. Jon Snow eventualmente assumiu a liderança após a fuga de Janos Slynt, e os irmãos de negro sobreviveram aquela noite.[11]

Eventualmente, o pretendente a Rei Stannis Baratheon salvou a Patrulha trazendo seu exército ao norte da Muralha. Ele se estabeleceu em Castelo Negro e prendeu diversos selvagens, incluindo Tormund e Mance Rayder.[12]

Quinta Temporada

"Eu não posso argumentar com tudo isso. Mas quem Jon Snow quer comandar? A Patrulha da Noite, ou os selvagens? Todos sabem que ele amou uma garota selvagem. Falou com Mance Rayder várias vezes. O que teria acontecido naquela tenda entre dois velhos amigos, se o exército de Stannis não tivesse vindo? Todos vimos ele acabar com a dor do Rei para lá da Muralha. Querem escolher um homem que lutou contra selvagens a vida toda, ou o que faz amor com eles?"
―Discurso de Sor Alliser Thorne contra a eleição de Jon Snow para Senhor Comandante[fnt]

Sor Alliser discordava da passagem dos selvagens ao sul da Muralha.

Tendo se recuperado de suas feridas após a Batalha de Castelo Negro, Sor Alliser voltou a cuidar de novos recrutas. Ele detestava a presença dos selvagens e do próprio Stannis em Castelo Negro, mesmo tendo-os salvado de Mance Rayder. Thorne estava presente quando o pretendente a Rei executava o Rei para lá da Muralha ao queimá-lo vivo, e viu a flecha de misericórdia que Jon atirou no coração de Rayder para poupá-lo da dor.[13]

Sor Alliser então concorreu ao cargo de 998º Senhor Comandante da Patrulha da Noite, e acabaria enfrentando Sor Denys Mallister. Durante a votação, surpreendentemente, Sam Tarly considerou Jon ao cargo, e seu discurso motivou os irmãos de negro a votarem nele. Sor Alliser tentou lembrá-los da simpatia que Jon Snow tinha para com os selvagens, mas perdeu por um voto para o jovem Intendente.[14]

Sor Alliser esteve presente no funeral de Meistre Aemon.

Stannis mais tarde avisou Snow para mandar Sor Alliser a Atalaialeste ao Mar, mas o novo Senhor Comandante preferiu mantê-lo por perto. Durante uma reunião para repassar as designações dos irmãos de negro, Jon Snow fez de Sor Alliser Primeiro Patrulheiro, reconhecendo seus feitos e bravura durante a Batalha de Castelo Negro. Quando Janos Slynt se recusou a cumprir ordens de Snow para restaurar Guardagris, Sor Alliser não mostrou resistência perante a decisão do novo Senhor Comandante de executar seu amigo.[15]

"Senhor Comandante, é meu dever a você que eu acredito que essa missão é imprudente, estúpida, e um insulto a todos os irmãos que lutaram e morreram lutando contra os selvagens."
―Sor Alliser Thorne, alertando Jon Snow sobre a missão a Durolar[fnt]

Como Primeiro Patrulheiro, Sor Alliser fez parte do conselho interno de Jon Snow. Ele foi contra a proposta do Senhor Comandante de trazer os selvagens de Durolar para o sul da Muralha.[16] Thorne esteve presente durante a partida de Jon para Durolar com Tormund. Ele novamente mostrou sua discordância perante a esta decisão, mas foi ignorado pelo Senhor Comandante. Durante o funeral de Meistre Aemon, Thorne alertou Sam que ele estava a cada dia com menos amigos, como uma espécie de ameaça indireta a ele e Gilly.[17]

"Pela Patrulha."
―Sor Alliser Thorne, ao esfaquear Jon Snow[fnt]

Sor Alliser liderou um motim contra Snow.

Sor Alliser estava de vigia na Muralha quando Jon retornou de Durolar com os selvagens e abriu os portões, mas não deixou de alertar a Jon que achava aquele decisão um erro que levaria a morte de todos os irmãos de negro.[18] Não apenas Sor Alliser, mas vários outros irmãos estavam insatisfeitos com as decisões recentes do Senhor Comandante, e juntos lideraram um motim para matá-lo. Sor Alliser enviou Olly enquanto o Castelo Negro dormia para enganar Jon, fazendo-o acreditar que um dos selvagens de Durolar havia encontrado seu tio Benjen Stark. Os traidores então se reuniram e deixaram Jon passar por eles, cercando-o contra a parede e o esfaqueando até a morte. Olly deu o último golpe no coração do comandante.[19]

Sexta Temporada

"Eu tinha uma escolha, Senhor Comandante: trair você ou trair a Patrulha da Noite. Você trouxe um exército de selvagens em nossa terra. Um exército de assassinos e invasores. Se eu tivesse que fazer tudo sabendo onde eu terminaria, eu rezaria para fazer a escolha certa novamente."
―Sor Alliser Thorne[fnt]

Sor Alliser foi preso por traição.

Rapidamente, Sor Davos Seaworth, Mão do Rei de Stannis que estava em Castelo Negro após a partida de seu rei para Winterfell, descobriu o corpo de Snow e junto a Edd Doloroso e alguns irmãos de negro, o levaram ao seus aposentos. A Sacerdotisa Vermelha Melisandre também se juntou a eles, que planejavam um contra-ataque a Sor Alliser. Edd então foi buscar ajuda dos selvagens que Snow resgatou de Durolar, enquanto Sor Alliser tomava o poder como Senhor Comandante na manhã seguinte. Conseguindo convencer a maior parte da Patrulha que Jon estava os prejudicando, ele logo tentou negociar com Sor Davos que se escondia com alguns rebeldes e o corpo de Jon, afirmando que os deixaria vivos se abrissem a porta e se rendessem pacificamente.[20]

Eventualmente perdendo a paciência, Sor Alliser decidiu atacar o aposento de Davos, mas foi impedido quando os selvagens invadiram Castelo Negro com a ajuda de um gigante. Mesmo com as ordens de Sor Alliser, apenas um dos irmãos de negro tentou atacá-los e foi rapidamente morto por Wun Weg Wun Dar Wun. O motim então foi rapidamente contido e os líderes dele presos junto a Olly.[21] Jon logo foi ressuscitado por Melisandre, e o mesmo executou Sor Alliser e seus assassinos ao enforcá-los, e em seguida abandonou o posto de Senhor Comandante afirmando que sua vigília havia terminado.[22]

Aparições

Aparições na primeira temporada de Game of Thrones
Winter Is Coming The Kingsroad Lord Snow Cripples, Bastards, and Broken Things The Wolf and the Lion
A Golden Crown You Win or You Die The Pointy End Baelor Fire and Blood
Aparições na quarta temporada de Game of Thrones
Two Swords The Lion and the Rose Breaker of Chains Oathkeeper First of His Name
The Laws of Gods and Men Mockingbird The Mountain and the Viper The Watchers on the Wall The Children
Aparições na quinta temporada de Game of Thrones
The Wars to Come The House of Black and White High Sparrow Sons of the Harpy Kill the Boy
Unbowed, Unbent, Unbroken The Gift Hardhome The Dance of Dragons Mother's Mercy
Aparições na sexta temporada de Game of Thrones
The Red Woman Home Oathbreaker Book of the Stranger The Door
Blood of My Blood The Broken Man No One Battle of the Bastards The Winds of Winter

Galeria

Nos bastidores

Owen Teale interpretou Sor Alliser durante as quatro temporadas em que aparece. Durante a primeira temporada, o personagem foi dublado por três dubladores diferentes: Carlos Comério nos episódios "Lord Snow" e "Cripples, Bastards, and Broken Things", Carlos Roberto no episódio "You Win or You Die", e Luiz Sérgio Navarro no episódio "The Pointy End". Ele também é creditado em "Baelor", mesmo não aparecendo. Raul Labancca se tornou o dublador fixo do personagem na quarta e quinta temporada, até a troca de estúdio onde seu dublador se tornou Guilherme Lopes na sexta temporada.

Owen Tale interpretou Sor Alliser no vídeo de "Histórias e Tradição" chamado "The Lord Commanders".

Nos livros

Nos romances de As Crônicas de Gelo e Fogo, Sor Alliser é introduzido em A Guerra dos Tronos como o mestre de armas de Castelo Negro. Assim como na série, ele desenvolve uma raiva contra Jon Snow, que o humilhou na frente de seus recrutas ao dizer que poderia treinar Grenn melhor que o próprio Sor Alliser. Quando Jon salva o Velho Urso de uma criatura, Sor Alliser é enviado para Atalaialeste do Mar para servir como mestre de armas lá, e enviar a mão da criatura ao Rei Joffrey I. Quando ele chegou em Porto Real, a mão havia decomposto e durante sua sessão com a Mão do Rei Tyrion Lannister, ele foi humilhado pelo anão.

Durante o ataque dos selvagens a Castelo Negro, Sor Alliser acompanhou Janos Slynt, antigo comandante da Patrulha da Cidade de Porto Real, para a batalha, onde prenderam Jon Snow por traição: ele havia matado Qhorin Meia-Mão e dormido com uma garota selvagem, quebrando seus votos. Quando Stannis Baratheon salvou a Patrulha da Noite, ele soltou Jon Snow para desgosto de Sor Alliser. Diferente da série de TV, Sor Alliser não concorre a Senhor Comandante, mas sim Janos Slynt. Ele apoia Janos mas eventualmente são derrotados por Snow.

Após a execução de Slynt, Jon sabia que Sor Alliser era ainda mais perigoso a ele e o envia a uma patrulha para lá da Muralha com oito Patrulheiros, e seu destino ainda permanece um mistério.

Links externos

Referências

  1. 1,0 1,1 "Cripples, Bastards, and Broken Things", Episódio 04 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  2. 2,0 2,1 "Lord Snow", Episódio 03 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  3. "You Win or You Die", Episódio 07 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  4. "The Pointy End", Episódio 08 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  5. "Baelor", Episódio 09 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  6. "Fire and Blood", Episódio 10 da Primeira Temporada de Game of Thrones
  7. "Two Swords", Episódio 01 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  8. "Breaker of Chains", Episódio 03 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  9. "Oathkeeper", Episódio 04 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  10. "Mockingbird", Episódio 07 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  11. "The Watchers on the Wall", Episódio 09 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  12. "The Children", Episódio 10 da Quarta Temporada de Game of Thrones
  13. "The Wars to Come", Episódio 01 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  14. "The House of Black and White", Episódio 02 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  15. "High Sparrow", Episódio 03 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  16. "Kill the Boy", Episódio 05 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  17. "The Gift", Episódio 07 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  18. "The Dance of Dragons", Episódio 09 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  19. "Mother's Mercy", Episódio 10 da Quinta Temporada de Game of Thrones
  20. "The Red Woman", Episódio 01 da Sexta Temporada de Game of Thrones
  21. "Home", Episódio 02 da Sexta Temporada de Game of Thrones
  22. "Oathbreaker", Episódio 03 da Sexta Temporada de Game of Thrones
v  d  e
Advertisement