FANDOM


House-Targaryen-Main-Shield
House-Meistres-Main-Shield
Night's-Watch-Main-Shield
"Jon Snow: "Você é Aemon Targaryen?" Aemon: "Eu sou um maestre da Cidadela, preso em serviço a Castelo Negro e a Patrulha da Noite. Não vou dizer-lhe para ficar ou ir. Você deve fazer essa escolha e viver com ela para o resto dos seus dias - como eu tenho."
―Aemon revela sua verdadeira identidade a Jon Snow.[fonte]

Meistre Aemon, cujo nome verdadeiro é Aemon Targaryen, é o terceiro filho do Rei Maekar I.

Aemon era o meistre em Castelo Negro e um dos conselheiros mais próximos do Lorde Comandante Jeor Mormont na Patrulha da Noite.

Ele nasceu Aemon Targaryen e foi o último Targaryen conhecido em Westeros. Ele era o tio-avô de Daenerys Targaryen, desconhecida para ele, e era o tio-bisavô de Jon Snow. As origens de Aemon foram esquecidas pela maioria, enquanto ele permaneceu dedicado a seus votos como Meistre e um irmão da Patrulha da Noite por muitas décadas.

História

Aemon Targaryen foi o terceiro filho de Maekar. Recebeu esse nome em homenagem ao seu antepassado, o Príncipe Aemon Targaryen. Seu avô, o Rei Daeron II, tinha quatro filhos adultos, três deles com filhos próprios. Tantos herdeiros Targaryen era algo perigoso, de modo que Daeron mandou Aemon para a Cidadela.

Aemon forjou sua corrente, tornando-semeistre. Ele serviu a um fidalgo até que seu pai ascendeu ao Trono de Ferro e chamou todos os filhos para serví-lo na corte. Aemon se recusou a ir, dizendo que usurparia o lugar que por direito pertencia ao Grande Meistre e optou por servir ao irmão Daeron Targaryen.

Com a morte de Maekar, instalou-se uma crise sucessória, que culminou no Grande Conselho. Após passarem por cima dos herdeiros de Daeron e de Aerion, os conselheiros ofereceram o Trono a Aemon, que o recusou, dizendo que este lugar pertencia ao irmão mais novo, Aegon. O irmão foi coroado e passou a ser conhecido como Aegon, o Improvável.

Aemon decidiu se juntar à Patrulha da Noite, contraindo votos adicionais que o distanciariam ainda mais do Trono de Ferro e impediriam que fosse usado em conspirações contra Aegon. Aegon providenciou uma "guarda de honra" para acompanhar seu irmão até a Muralha no navio Dragão Dourado, esvaziando as masmorras da Fortaleza Vermelha e enviando Sor Duncan, que os acompanhou até Atalaialeste do Mar.

Rhaegar Targaryen costumava se corresponder com seu parente ancião. Aemon declarou que todo homem que se junta à Patrulha acaba tendo seus votos testados algum dia. Segundo ele, os seus próprios votos foram testados por três vezes e ele foi forçado a se manter longe e incapaz enquanto a Casa Targaryen era destruída na Guerra do Usurpador.

1ª Temporada

Depois que Tyrion Lannister chega a Castelo Negro, Maester Aemon pede-lhe para exortar a Rainha a enviar mais homens a Patrulha da Noite: há uma grave falta de homens para defender o Muro. Eles discutem o inverno que vem e Aemon assegura Tyrion que o próximo inverno será longo e terrível.

Quando Jon Snow e os outros novos recrutas vão para seu primeiro treinamento, Maester Aemon dá a eles suas atribuições. Jon se tornará o mordomo de Jeor Mormont, o que é uma grande decepção para ele pois esperava se tornar um patrulheiro. Samwell Tarly é designado como o mordomo de Aemon, para ajudar a ler fisicamente as cartas enviadas pelos corvos para o velho cego. Aemon lembra a Jon que ele jurou servir a Patrulha em qualquer posição e depois sai. Sam então lembra a Jon que ser um mordomo para o Senhor Comandante pode significar que Jon está sendo preparado para uma posição de alto comando na Patrulha. Os corpos de dois dos Patrulheiros que acompanharam Benjen são encontrados. O Senhor Comandante planeja que Aemon os examine, mas eles retornam como Caminhantes e devem ser queimados antes que ele o faça.

Aemon 1x09

Aemon aconselha Jon Snow.

Quando Jon ouve sobre o encarceramento de seu "pai" Eddard Stark, ele está dividido entre sua lealdade a Patrulha da Noite e seu amor por sua família. Maester Aemon intercepta Jon enquanto ele se prepara para abandonar a Patrulha. Aemon diz que está ciente da luta de Jon e revela sua herança Targaryen, relatando as mortes de seu sobrinho Aerys II, Rhaegar, filho de Aerys e as duas crianças de Rhaegar; nem Aemon nem Jon estão cientes de que Rhaegar e seus filhos eram o verdadeiro pai e meio irmãos de Jon. Ele sentou e esperou no Muro enquanto ouviu falar de sua família sendo massacrada durante a Rebelião de Robert e os poucos sobreviventes fugindo para o exílio e não fizeram nada porque se juntara a Patrulha, seu dever era com seus irmãos lá e não mais com sua Casa. Aemon explica que esta foi uma decisão difícil, mas ele teve que fazer isso e que se deve viver com as conseqüências de suas escolhas para o resto da vida.

3ª Temporada

Maester Aemon ainda está em Castelo Negro quando Samwell Tarly retorna com Gilly depois de escapar da Fortaleza de Craster. Aemon, no início, aconselha Sam que jurou se juntar a Patrulha da Noite, acreditando que Sam gerou o filho de Gilly.

AemonDictatesALetterToSam

Aemon com Samwell Tarly e Gilly em Castelo Negro.

Samwell o corrige dizendo que ele não é o pai, mas que a menina é uma das esposas-filha de Craster, o que engendra simpatia em Aemon. Porque é muito perigoso além do Muro, Aemon oferece abrigo para Gilly no Castelo Negro por enquanto. Gilly agradece e o chama de "meu senhor", mas Aemon insiste em que ele desistiu de ser um senhor há muitos anos (quando ele se juntou à Ordem dos Maesters e deixou a Casa Targaryen). Com o assunto resolvido, Aemon ordena a Samwell que se assegure de que todos os corvos dos mensageiros estejam bem alimentados e lhe diga que pegue uma pena e pergaminho: ele solicita a Samwell um pedido de ajuda que será enviado a todos os principais senhores os Sete Reinos, implorando-os por ajuda contra a ameaça dos Caminhantes Brancos.

4ª Temporada

Aemon part of jon s judging

Aemon com Alliser e Janos durante o julgamento de Jon.

Maester Aemon é um dos cinco irmãos negros a "julgar" Jon Snow por suas ações durante seu tempo com os selvagens. Jon não esconde nada de suas ações, nem seu assassinato de Qhorin ou seu caso com Ygritte.

Sor Alliser Thorne, o Comandante em exercício da Patrulha da Noite e o recém chegado Janos Slynt acreditam que Jon deve ser executado por suas ações e pelo fracasso de seus votos, mas Aemon o defende, dizendo que Jon estava apenas seguindo as ordens de Qhorin e que ele não é o primeiro a quebrar seu voto de castidade. Aemon diz-lhe que não tem intenção de executá-lo e Jon sai. Alliser repreende Aemon por ter revocado ele, mas o maestre responde que ele sabe quando um homem está mentindo e quando está dizendo a verdade. Quando perguntado sobre como ele adquiriu essa percepção, Aemon responde com ironia que ele cresceu em Porto Real.

Maester Aemon está presente quando Olly traz notícias sobre o massacre ocorrido em sua aldeia. Muitos irmãos negros presentes querem retaliar, mas Aemon lembra a todos que há apenas mais de 100 homens em Castelo Negro (incluindo ele próprio). Ele insiste que a defesa de Castelo Negro é a prioridade e não pode perder um único homem. Jon Snow concorda relutantemente, lembrando a todos que ele sabe do seu tempo infiltrando os selvagens que estão tentando atrair tantos homens para fora de Castelo Negro quanto possível, para enfraquecê-lo para o assalto principal.

Aemon in library

Aemon na biblioteca com Sam.

Na véspera do assalto de Mance Rayder ao Castelo Negro, Maester Aemon confronta Sam na biblioteca. Aemon observa as ironias da velhice: a biblioteca está bem abastecida com milhares de livros, mas seus olhos cegos não podem mais lê-los. Eles discutem sobre os selvagens antes de discutir os sentimentos de Sam por Gilly. Aemon compartilha com Sam o mesmo aviso que ele deu a Jon, que o amor é a morte do dever. Aemon implica que ele poderia ter se tornado o Rei dos Andalos e dos Primeiros Homens, se ele estivesse disposto a quebrar seus votos. Ele também menciona isso como um príncipe real, ele foi procurado por muitas mulheres na sua juventude - mas apenas um dos avanços que ele aceitou. Aemon repreende Sam por não ter percebido que seus anciãos também eram jovens. Embora Aemon diga que suas lembranças daquela mulher são de certa forma mais reais para ele do que Sam é (dado que ele nunca saberá realmente o que Sam parece), ele deixa o assunto cair e diz que ele e Sam devem se concentrar em seus deveres.

Aemon speech

Aemon fala algumas palavras antes de queimar os mortos.

Após a chegada de Stannis Baratheon, Maester Aemon lidera o elogio aos irmãos negros que deram suas vidas defendendo Castelo Negro. Quando Jon Snow fala com Tormund, o selvagem curioso pergunta por que recebeu tratamento médico. Jon diz a Tormund que é o dever de Aemon como um maestre para tratar qualquer um que seja ferido, amigo ou inimigo.

5ª Temporada

O Maestre Aemon preside a escolha do 998º Senhor Comandante da Patrulha da Noite. Ele permite que as pessoas falem por seus candidatos antes do início da votação. Quando Sam pede para falar e é ridicularizado por Janos Slynt, Sam revela que encontrou Janos escondido em uma adega durante a Batalha do Castelo Negro. Enquanto Sam continua a humilhar Lorde Janos para o deleite de muitos irmãos negros, Maester Aemon sorri pela audácia de seu mordomo. Quando todos os votos são contados, revela-se que existe uma empate entre Jon Snow e Sor Alliser Thorne. Aemon é o último a votar e quebra o empate ao votar por Jon.

Jon Snow percebe a ausência de Maester Aemon em uma reunião da Patrulha da Noite e questiona Sam. Segundo Sam, Aemon não se sente bem e pede desculpas por não poder participar da reunião. Jon diz a Sam para cuidar bem do velho maester.

Gilly Aemon The Gift

Gilly atende a Maester Aemon em seu leito de morte.

Sam lê uma carta da Baia dos Escravos detalhando as atividades recentes de Daenerys Targaryen, a sobrinha-neta de Aemon. Apesar de sua dedicação aos votos dele, Aemon medita com tristeza a injustiça de Daenerys lutando suas batalhas sozinhas, com sua última relação "inútil e moribunda" a milhares de quilômetros de distância. Jon Snow então chega, pedindo o conselho de Aemon sobre um plano que ele planejou. Jon pergunta como ele está sentindo e Aemon assinala com saudade que ele parece um homem de cem anos que morreu lentamente no Muro. Aemon diz sem rodeios que "matar o menino e deixar o homem nascer", que Jon deve tomar decisões maduras que salvem vidas, ao invés das decisões imaturas que levem as pessoas a gostar dele.

A idade de Aemon aproxima-se dele e ele fica na cama enquanto se torna mais fraco, cuidada por Gilly e Sam. Sua mente começa a vagar e ele imagina conversas com seu falecido irmão "Egg" antes de morrer.

Nos Livros

Meistre Aemon esteve presente no dia da festa, quando o Senhor Comandante Jeor Mormont acolheu Tyrion Lannister à Muralha. Aemon reconhece a inteligência de Tyrion descrevendo-o como "um gigante vindo entre nós", tomando Tyrion como um anão estranhamente silencioso.

Aemon auxilia Jon Snow ajudando seu amigo Samwell Tarly a se tornar um membro da Patrulha da Noite, temendo pela segurança do menino se ele continuasse a ser um recruta sob o treinamento brutal de Sor Alliser Thorne. Aemon aconselha Jon Snow quando ele descobre que a família de Jon está em perigo, pois sabia que Jon estava tendo pensamentos de abandonar a Patrulha e partir em socorro de sua família, assim como Aemon teve durante a Guerra do Usurpador.

Depois, Aemon está velho demais para acompanhar o grupo que vai para o norte da Muralha, permanece em Castelo Negro. O dever de escrever e enviar mensagens cai para Samwell Tarly. Jeor Mormont revela muito da história de Aemon para Jon, incluindo o fato de que Aemon poderia ter sido rei, mas recusou-se à coroa. Mormont tem uma opinião muito elevada de Aemon e suas habilidades, uma partilha a opinião de Jon.

Quando Jon Snow volta a Castelo Negro, gravemente ferido por uma flecha, Meistre Aemon trata sua lesão, pois apesar de ser cego, suas mãos são constantes e ele trata da ferida com sucesso. Donal Noye e Aemon ouvem e creem nos relatório de Jon de selvagens próximos ao ataque. Quando Donal Noye é morto defendendo os portões de gigantes, Aemon diz a Jon que ele deve guiar os homens, enquanto Aemon fornece orientações para ele e os outros homens da Muralha. Aemon também trata de defender Jon quando Janos Slynt e Sor Alliser Thorne querem Jon executado por supostamente quebrar seu juramento e se tornar um selvagem. Durante a ocupação da Muralha por Stannis, Aemon duvida da reivindicação de Melisandre a qual Stannis é Azor Ahai renascido.

Mais tarde, O novo Senhor Comandante Jon Snow envia Aemon para Vilavelha com Dareon, Samwell Tarly, a selvagem Goiva e o bebê de Mance Rayder, o "Príncipe Selvagem", para remover todo o "sangue real" das mãos de Melisandre. Jon temia que Melisandre poderia matar Aemon por seu "sangue real" para usar em um feitiço. No entanto, a viagem marítima no Melro é difícil para o velho e Sam luta para lhe dizer o que fazer, deixando-o no convés, por muito tempo na chuva, enquanto ele estava perdido em suas recordações. Ele ficou acamado e perto da morte quando chegaram em Bravos.

Aemon, ao ouvir de Daenerys Targaryen e seus dragões, é convencido de que ela é o príncipe que foi prometido, a palavra valiriana traduzida como "príncipe" é de gênero neutro. Ele amaldiçoa sua idade, queixando-se que ele é muito velho e fraco para procurá-la para ajudar com conselhos e conhecimento sobre dragões. Durante a viagem de Bravos para Vilavelha ele morre de frio com cento e dois anos. De acordo com Alleras, um novato da Cidadela, ele era o homem mais velho de Westeros.

Tentando dormir, Jon Snow medita nas palavras finais do Mestre Aemon para ele: "Permita-me dar o meu último conselho, senhor. O mesmo conselho que eu dei ao meu irmão quando nos separamos pela última vez. Ele estava com trinta e três anos e meio quando o Grande Conselho o escolheu para sentar no Trono de Ferro. Um homem adulto com seu filhos próprios, mas em alguns aspectos ainda um menino. Egg tinha uma inocência nele, uma doçura que todos nós amávamos. Mate o menino dentro de você, eu disse a ele no dia em que tomei o navio para a Muralha. É preciso de um homem para governar. Um Aegon, e não um Egg. Mate o menino e deixe o homem nascer. Você está com metade da idade que Egg estava, e seu próprio fardo é mais cruel, eu temo. Você terá pouca alegria no seu comando, mas eu acho que você tem a força para fazer as coisas que devem ser feitas. Mate o menino, Jon Snow. O inverno está quase em cima de nós. Mate o menino e deixe o homem nascer."

Jon lembra das palavras de Aemon durante todo o seu comando.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.