Game of Thrones Wiki
Advertisement
Para outros personagens que compartilham o mesmo nome, veja "Aegon Targaryen (desambiguação)".
House-Targaryen-Main-Shield.PNG
House-Targaryen-Greens-Shield.PNG

"Ninguém ficou mais surpreso ao saber da sucessão do Príncipe Aegon do que o próprio Príncipe Aegon. A princípio, o tolo rejeitou a coroa, mas sua mãe apontou que sua irmã, Rhaenyra, retribuiria tal lealdade cortando sua cabeça. Sendo o filho legítimo do antigo rei, ele sempre seria uma ameaça. Aegon cedeu. Ele foi coroado no Fosso dos Dragões, e sua esposa e irmã, Helaena, tornou-se rainha."
Viserys Targaryen, sobre Aegon II[fnt]

Rei Aegon II Targaryen foi o filho e sucessor do Rei Viserys I com a Rainha Alicent Hightower. Ele foi coroado após a morte do pai, que deixou ordens para que sua filha mais velha, a Princesa Rhaenyra, herdasse o Trono de Ferro. No entanto a Rainha Alicent colocou seu filho, o herdeiro masculino, a frente, causando a guerra civil que ficou conhecida como a Dança dos Dragões.

Aegon II foi coroado no Fosso dos Dragões e se casou com sua irmã Helaena, tendo com ela dois filhos, Jaehaerys e Maelor, e uma filha, Jaehaera Targaryen. Eventualmente o rei venceu a Dança e matou sua meia-irmã Rhaenyra, mas reinou apenas por mais meio ano antes de ser envenenado por seus próprios homens. Aegon III Targaryen, filho mais velho sobrevivente de Rhaenyra, herdou o trono de Aegon II e se casou com sua filha, Jaehaera.

Aparência

Aegon II era um homem forte e com o rosto bonito,[1] com maxilar definido e olhos claros. Seus cabelos prateados eram cortados curtos desde a infância.[precisa de fontes] No entanto, após a batalha em Pouso de Gralhas, Aegon ficou queimado e quebrado, com feridas profundas e o rosto extremamente inchado devido ao uso excessivo de leite de papoula. Sua aparência era moribunda e grotesca próximo de sua morte.[1]

Personalidade

A ser adicionado.

Biografia

Fruto do primeiro casamento de Viserys I com a Rainha Aemma Arryn, a Princesa Rhaenyra foi declarada herdeira do velho rei. Com a morte de Aemma, Viserys se casou novamente com Alicent Hightower, filha de sua Mão, Sor Otto, e com ela teve dois filhos homens, Aegon e Aemond, e uma filha mulher, Helaena. No entanto, o rei não quis mudar a sucessão, o que causou uma divisão na corte e a criação de duas "facções", os Pretos que apoiavam a ascensão de Rhaenyra, e os Verdes que apoiavam a de Aegon.[1]

O próprio príncipe pouco interesse tinha em suceder o pai, mas após sua morte, a Rainha Alicent o convenceu que Rhaenyra iria matá-lo como ameaça a sua ascensão. Assim então Aegon foi coroado no Fosso dos Dragões como Aegon II Targaryen, casando-se com sua irmã Helaena com quem eventualmente teria três filhos. O conselho de Verdes foi formado e Rhaenyra entrou em rebelião aberta contra o trono, se auto coroando em Pedra do Dragão e juntando seus poucos aliados.[1]

"O sangue de seus filhos transformaram uma disputa dinástica em uma guerra de aniquilação. A dor e fúria de perder um filho podem incendiar o mundo. Aegon ou Rhaenyra poderiam viver no final disso, mas não ambos."
Catelyn Stark, sobre o início da Dança e a perda de um filho em ambos os lados[fnt]

Aemond rapidamente deixou a capital para garantir a fidelidade dos homens que Aegon II não tinha, acabando por encontrar o filho de Rhaenyra, Lucerys Velaryon, em Ponta Tempestade. Aemond garantiu o apoio da Casa Baratheon e matou Lucerys com seu dragão. Em retaliação, Daemon Targaryen enviou dois assassinos, Sangue e Queijo, para a Fortaleza Vermelha onde vingariam a morte de Lucerys, tirando um dos filhos de Aegon em troca. Os assassinos confrontaram a Rainha Helaena e a fizeram escolher qual dos filhos matariam. Quando ela o fez, escolhendo Maelor, os assassinos mataram Jaehaerys. A rainha nunca superaria tal evento, e Sangue e Queijo nunca foram encontrados.[1]

Em seguida, Daemon foi capaz de conquistar Harrenhal com certa facilidade, deixando Aegon II furioso e demitindo seu avô do cargo de Mão do Rei, colocando Sor Criston Cole no lugar. Cole e o exército real marcharam para o norte e sitiaram Pouso de Gralhas, uma fortaleza dos pretos próxima de Pedra do Dragão. Quando o senhor os viu se aproximando, enviou um corvo para Rhaenyra implorando por ajuda. Durante dias ele observou seus campos e vilarejos queimarem, sem nenhuma resposta de sua rainha.[1]

Rhaenyra acabaria por não enviar um exército, mas sim sua ex-sogra Rhaenys Velaryon. Ela batalharia com Aegon II e Aemond usando seu dragão, Meleys. Sunfyre de Aegon acabaria sendo derrotado e gravemente ferido, com o rei caindo embaixo dele, quebrado e queimado, com ferimentos profundos que o deixariam debilitado pelo resto da guerra. Aemond, montado em Vhagar, foi capaz de derrotar Rhaenys e levar seu irmão de volta a Porto Real, onde precisaria de muito leite de papoula para aguentar a dor.[1]

"Depois de você."
―Aegon II, para Rhaenyra Targaryen, sobre estar morto[fnt]

Rhaenyra e os Pretos mais tarde conseguiriam tomar a capital, mas Aegon II foi despachado em segredo com sucesso para fora de Porto Real. Ele ficaria escondido em Pedra do Dragão até a própria meia-irmã fugir de lá devido a constantes revoltas do povo contra ela. Quando Rhaenyra chegou na fortaleza insular Targaryen, ela foi recebida pelos Verdes e levada perante a Aegon, que a deu de comer para Sunfyre na frente de seu filho sobrevivente, também chamado Aegon.[1][2]

O Rei Aegon II reinaria por mais meio ano antes de ser misteriosamente envenenado por seus próprios homens. Ele então foi sucedido pelo Aegon filho de Rhaenyra, que se casou com Jaehaera Targaryen, dando um fim a Dança dos Dragões.[1]

Legado

Tanto Rhaenyra quanto Aegon II não são bem lembrados na história de Westeros, e a Dança dos Dragões é considerada a responsável pelo declínio da Casa Targaryen, deixando pouquíssimos dragões vivos. Os poucos que nasceram após a Dança eram pequenos e deficientes, e eventualmente a raça entrou em extinção.[1]

Aegon II deixou os restos de Rhaenyra nas celas do Grande Septo de Baelor.[3] A história da guerra civil Targaryen foi escrita pelo Grande Meistre Munkun em A Dança dos Dragões, Uma História Verdadeira.[4]

Habilidades

  • Montar dragão: Aegon II era um montador de dragão, usando Sunfyre como montaria pessoal. Ele criou um sigilo pessoal para os Verdes usando as cores douradas de Sunfyre como base. Com a sua queda em Pouso de Gralhas, tanto Aegon quanto seu dragão não foram capazes de se recuperarem totalmente, ficando debilitados pelo resto da guerra.

Árvore genealógica

Lado paterno

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Targaryen
desconhecido

 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Esposa
Targaryen
desconhecida
 
 
 
 
 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Targaryen
desconhecido

 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Esposa
Targaryen
desconhecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-CorlysVelaryon.png
Corlys
Velaryon


Falecido
 
Famtree-RhaenysVelaryon.png
Rhaenys
Velaryon

n. Targaryen
Falecida
 
Famtree-AemmaArryn.png
Aemma
Arryn


Falecida
 
Famtree-ViserysITargaryen.png
Viserys I
Targaryen


Falecido
 
Famtree-AlicentHightower.png
Alicent
Hightower


Falecida
 
Famtree-DaemonTargaryen.png
Daemon
Targaryen


Falecido
 
Famtree-Urtigas.png
Urtigas


Falecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-LaenaVelaryon.png
Laena
Velaryon


Falecida
 
Famtree-LaenorVelaryon.png
Laenor
Velaryon


Falecido
 
Famtree-RhaenyraTargaryen.png
Rhaenyra
Targaryen


Falecida
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-AegonII.png
Aegon II
Targaryen


Falecido
 
Famtree-HelaenaTargaryen.png
Helaena
Targaryen


Falecida
 
Famtree-AemondTargaryen.png
Aemond
Targaryen


Falecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Baela
Targaryen


Falecida
 
House-Targaryen-heraldry.jpg
Rhaena
Targaryen


Falecida
 
Famtree-JacaerysVelaryon.png
Jacaerys
Velaryon


Falecido
 
Famtree-LucerysVelaryon.png
Lucerys
Velaryon


Falecido
 
Famtree-JoffreyVelaryon.png
Joffrey
Velaryon


Falecido
 
Famtree-AegonIII.png
Aegon III
Targaryen


Falecido
 
Famtree-ViserysII.png
Viserys II
Targaryen


Falecido
 
Famtree-PrinceJahaerysTargaryen.png
Jaehaerys
Targaryen


Falecido
 
Famtree-JaehaeraTargaryen.png
Jaehaera
Targaryen


Falecida
 
Famtree-MaelorTargaryen.png
Maelor
Targaryen


Falecido


Lado materno

 
 
 
 
 
 
Famtree-OttoHightower.png
Otto
Hightower


Falecido
 
House-Hightower-Square.PNG
Esposa de
Otto Hightower

Falecida
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-AlicentHightower.png
Alicent
Hightower


Falecida
 
Famtree-ViserysITargaryen.png
Viserys I
Targaryen


Falecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-AegonII.png
Aegon II
Targaryen


Falecido
 
Famtree-HelaenaTargaryen.png
Helaena
Targaryen


Falecida
 
Famtree-AemondTargaryen.png
Aemond
Targaryen


Falecido
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Famtree-PrinceJahaerysTargaryen.png
Jaehaerys
Targaryen


Falecido
 
Famtree-JaehaeraTargaryen.png
Jaehaera
Targaryen


Falecida
 
Famtree-AegonIII.png
Aegon III
Targaryen


Falecido
 
Famtree-MaelorTargaryen.png
Maelor
Targaryen


Falecido
 


Nos bastidores

Aegon II foi interpretado pelo ator Tom Glynn-Carney quando adulto, e pelos gêmeos Jake e Rory Heard quando criança. O motivo de dois atores gêmeos terem o interpretado na infância é devido a dificuldade de se gravar com de menores, que não tem a mesma disponibilidade de tempo que um adulto. Assim, os gêmeos poderiam revezar nas gravações sem que tomasse muito tempo deles individualmente.

Antes de aparecer em House of the Dragon, Aegon II foi mencionado diversas vezes em animações de "Histórias e Tradição", como "The Dance of Dragons" e "The Death of Kings". Joffrey I Baratheon contou a sua noiva, Margaery Tyrell, sobre a forma que Aegon II matou Rhaenyra e onde deixara seus poucos restos mortais no episódio "And Now His Watch Is Ended" de Game of Thrones.

Nos livros

Em Fogo & Sangue, Aegon é descrito como semelhante ao pai em aparência mas não em personalidade. Tinha um bigode fino e semblante carrancudo. Era preguiçoso, aborrecido e glutão, além de muito promíscuo, tendo sido pai de vários bastardos. Ele usava a coroa de Aegon, o Conquistador, e portava sua espada, a Fogonegro. Como domava o dragão Sunfyre, o Dourado, Aegon adotou um dragão dourado como seu símbolo pessoal. Durante a Dança dos Dragões, seus apoiadores usavam esse emblema.

Ele nasceu em 107 d.C. e morreu em 131 d.C.. Nenhum de seus filhos viveu a idade adulta. Jaehaerys morreu de forma semelhante a narrada em "The Dance of Dragons", enquanto Maelor foi morto quando criança. Durante a conquista da capital por Rhaenyra, o Mestre dos Sussurros Lorde Larys Strong levou Maelor e sua irmã Jaehaera em segurança, encarregando Sor Rickard Thorne da Guarda Real para levar Maelor a Vilavelha. Em Ponteamarga, Sor Rickard foi derrubado por uma multidão e Maelor foi dilacerado pelas pessoas. Jaehaera morreu dois anos após seu casamento com Aegon III, empalada nos espinhos do fosso seco da Fortaleza de Maegor. Ela viveu por meia hora em agonia antes de sua morte. Com ela terminou a linha de descendência do rei Viserys I e sua segunda esposa Alicent Hightower.

Aegon II foi contado na sucessão oficial como sexto rei Targaryen a sentar no Trono de Ferro, por ter sido coroado primeiro e com apoio do Alto Septão. Rhaenyra não foi incluída na sucessão como Rhaenyra I Targaryen devido ao fato de que, apesar de ter tomado a capital e o Trono de Ferro, Aegon II ainda estava vivo e exercia poder de fato como Rei dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens. Dessa forma, Westeros até o final de A Dança dos Dragões não teve nenhuma Rainha dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens oficialmente. Mesmo assim, Aegon II não foi necessariamente bem lembrado pela história dos Sete Reinos, sendo chamado algumas vezes de "o Usurpador" por ter tirado o trono que pertencia por direito a sua irmã.

O Pequeno Conselho conhecido de Aegon II durante sua regência nos livros consistia em:

Cargo Duração Nome Notas
Mão do Rei 129–129 d.C. Sor Otto Hightower  
129–130 d.C. Sor Criston Cole Criston também serviu simultaneamente como Senhor Comandante da Guarda Real
Grande Meistre 129–??? d.C. Orwyle Orwyle foi preso pela Rainha Rhaenyra Targaryen quando ela tomou Porto Real em 130 d.C. e o jogou nas celas negras. Ele foi libertado mais tarde quando Rhaenyra fugiu da capital.
Mestre da Moeda 129–131 d.C. Sor Tyland Lannister  
Mestre das Leis 129–130 d.C. Lorde Jasper Wylde  
Senhor Confessor e Mestre dos Sussurros 129–131 d.C. Lorde Larys Strong  
Mestre dos Navios     No começo do reinado de Aegon II, a posição recém-vaga foi oferecida a Lorde Dalton Greyjoy na esperança de trazer as Ilhas de Ferro como aliados. Dalton nunca aceitou a posição e chegou a atacar as Terras Ocidentais na guerra. A posição continuou vaga durante a Dança.
131 d.C. Lorde Corlys Velaryon Após a morte de Rhaenyra, Corlys foi solto da prisão, perdoado, e colocado no Pequeno Conselho.
Senhor Comandante da Guarda Real 129–130 d.C. Sor Criston Cole Serviu como Mão do Rei simultaneamente.

Links externos

Referências

v  d  e
Governantes dos Sete Reinos de Westeros
Advertisement